• Convocatória UNLOOP

    On: 11/23/2021
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    CONVOCATÓRIA UNLOOP

    UNLOOP
    de David Negrão & Sara Montalvão
    Projecto interdisciplinar e participativo criado em contexto de residência artística no Alentejo – São Luís, Odemira e Montemor-o-Novo, em Outubro e Novembro 2021.
    241797208_4723301171081839_8474850427380212648_nProcuramos até 6 intérpretes que estejam motivados a participar de uma experiência performativa e criativa única, determinada pelo local onde acontece, e que se apresenta como um jogo, onde as escolhas dos espectadores determinarão o espectáculo visionado.
    O sentido de jogo é fortemente estimulado, lidando com imprevisibilidade, estado de alerta e consciência do corpo espontâneo expressivo. Visa trabalhar o desenvolvimento de destrezas físicas e de composição coreográfica abraçando a arte visual e a sonoplastia.
    Os intérpretes serão guiados através de orientações coreográficas, visuais e sonoras, de exploração de vocabulário físico em interacção com música, projecções visuais e técnicas digitais de mapeamento do corpo.
    Trata-se de um processo criativo experimental, cujo resultado será em grande parte definido pelo contributo dos participantes face às propostas apresentadas, apresentando-se finalmente como um jogo que acontece com os espectadores.
    RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS
    As residências realizam-se no espaço Cultivamos Cultura, em São Luís, Odemira durante o mês de Outubro e no espaço Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo, durante o mês de Novembro.
    Têm como foco o questionamento e reflexão sobre o que é a memória no corpo, e como os processos neuronais afectam a nossa própria percepção do passado e do presente e, consequentemente, como se traduzem em estados e linguagens corporais distintos e pessoais. Os sentidos visuais e sonoros são trabalhados em diálogo e em interacção com estes, retro alimentando-se e estimulando-se.
    QUEM
    Este projecto convoca e dirige-se a pessoas com ou sem experiência em artes performativas, mas que tenham uma motivação particular de trabalho com o corpo e interesse na multidisciplinaridade. Todos os tipos de corpos são considerados, o trabalho é desenvolvido in loco e aberto a pessoas provenientes de qualquer região do país. Serão selecionados até 6 participantes por residência artística.
    COMO
    Os interessados devem enviar para project.unloop@gmail.com o seguinte:
    – Duas fotografias (rosto e corpo inteiro),
    – Pequena biografia com indicação da idade e respectivos contatos; Links de trabalhos, experiências anteriores ou redes.
    – Vídeo informal (via link) até 3 minutos onde estejam a improvisar.
    A data limite de inscrição é até 26 de Setembro e os resultados serão divulgados até 3 de Outubro via e-mail.
    PROCESSO CRIATIVO E APRESENTAÇÃO
    Os artistas finalistas seleccionados estarão envolvidos nos seguintes programas:
    Programa de residência Cultivamos Cultura (São Luís, Odemira)
    16 e 17 de Outubro – das 10h às 13h e das 14h às 18h30
    19 e 21 de Outubro – laboratório em formato videoconferência das 19h às 20h30
    23 e 24 de Outubro – das 10h às 13h e das 14h às 18h30
    24 de Outubro – Apresentação pública do jogo performativo UNLOOP, às 21h
    .
    Programa de residência Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo):
    2 a 7 de Novembro – das 10h às 13h e das 14h às 18h
    7 de Novembro – Apresentação pública do jogo performativo UNLOOP, às 21h
    CONDIÇÕES
    Alojamento e alimentação para os períodos acima mencionados. Os espaços de acolhimentos têm condições para cozinhar.
    As residências artísticas e apresentações cumprem todas as normas da DGS.
    David Negrão, artista visual, e Sara Montalvão, bailarina e coreógrafa, dirigem artisticamente este projecto contando com a colaboração criativa do músico e compositor Sérgio Walgood.
    Este projecto conta com o apoio financeiro do programa Garantir Cultura – GEPAC, Ministério da Cultura, apoio residências Cultivamos Cultura (São Luís) e Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo).
    + informação
  • Jogo Performativo UNLOOP

    On: 11/23/2021
    In: Espectáculos, Residências
    Views: 0
     Like

    Jogo ?UNLOOP __ #2

    7 de Novembro | 21h

    Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo)

    * A lotação é limitada a 20 pessoas e a entrada é livre. Aconselha-se reserva para project.unloop@gmail.com.
    As portas abrem às 20h30 e o jogo começa às 21h!
    Sejam muito bem-vindxs!

    247370536_123240080101603_3912217373893333536_nApós a forte adesão à convocatória UNLOOP, seguiu-se a primeira residência artística do projecto de 18 a 24 de Outubro no Cultivamos Cultura, em São Luís (Odemira) com estreia a 24 de Outubro, e a segunda irá decorrer de 1 a 7 de Novembro nas Oficinas do Convento, em Montemor o Novo, com apresentação pública a 7 de Novembro.

    Sob a direcção artística de David Negrão, artista visual e Sara Montalvão, bailarina e coreógrafa, os intérpretes serão guiados através de micro-estruturas coreográficas, visuais e sonoras, de exploração de vocabulário físico em interacção com música, projecções visuais e técnicas digitais de mapeamento do corpo. O sentido de jogo é fortemente estimulado, lidando com imprevisibilidade, estado de alerta e consciência do corpo espontâneo expressivo.
    UNLOOP é um processo criativo experimental, cujo resultado será em grande parte definido pelo contributo dos participantes face às propostas artísticas e pelo local onde acontece. A interactividade é tomada como ponto de partida para a criação conjunta e in loco da própria experiência performativa que se transforma num jogo entre intérpretes e espectadores, que configurará o próprio espectáculo. UNLOOP propõe-se trabalhar sobre o labirinto das memórias pessoais e colectivas, e como estas se expressam em signos visuais, estados físicos e texturas sonoras.
    David Negrão, artista visual, e Sara Montalvão, bailarina e coreógrafa, dirigem artisticamente este projecto contando com a colaboração criativa do músico e compositor Sérgio Walgood.
    Este projecto conta com o apoio financeiro do programa Garantir Cultura – GEPAC, Ministério da Cultura, apoio às residências Cultivamos Cultura (São Luís) e Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo).

    FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
    Direcção Artística e Arte Visual – David Negrão
    Direcção Artística e Coreografia – Sara Montalvão
    Sonoplastia – Sérgio Walgood
    Design – Thiago Liberdade
    Registo e Produção Audiovisual – Luís R.T. Matos
    Intérpretes UNLOOP__#2 – Adriana Pereira, Martina Mugheddu, Pablo Martinez Melo, Riccardo Galluccio, William Phoenix Primett, Wong Nok Wallace, Zarina Rondón
    Comunicação e Assessoria de Imprensa – Rita Piteira
    Produção – Sara Montalvão
    Gestão Administrativa – Apuro Associação Cultural
    Financiamento – programa Garantir Cultura/Gepac – Fundo de Fomento Cultural, Ministério da Cultura da República Portuguesa
    Apoio a Residências Artísticas – Cultivamos Cultura (São Luís) e Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo).

     

    + informação
  • Workshop “Olho no Dedo”

    On: 11/23/2021
    In: Oficinas, Projectos
    Views: 0
     Like

    Workshop “Olho no Dedo” com Inês Teles

    5 de Setembro
    no Rio Almansor e nas Oficinas da Cerâmica e da Terra,
    em MONTEMOR-O-NOVO


    1WORKS_postSinopse: Para “colapsar a distância que separa o observador do local de experiência óptica”1, realizamos neste workshop um conjunto de experiências que procuram incluir o movimento, a mão e o olho na criação de um objecto artístico.

    Após uma visita ao rio Almansor, usaremos a referência da água como superfície refletora, instável e amorfa que, tal como uma lente, distorce a realidade e permite criar instrumentos mediadores da experiência visual. Durante as duas sessões, teremos acesso a objectos de vidro, formas côncavas e assimétricas que funcionarão como contentores de água. Estas formas serão usadas para construir dispositivos de captação de imagem, recorrendo também a outros materiais, como pigmentos naturais (coloração da água), tilose (densidade líquida), objetos/estruturas (inclinação, derrame e equilíbrio/contenção da água).

    Os exercícios práticos focam-se na observação e procura de imagens que permitem criar e experimentar outros processos criativos – desenhos, aguarelas, papel marmorizado, vídeos, performance, fotografia, land art, etc.

     


    _______

    +INFO E INSCRIÇÕES WWW.CENTROMUTAVEL.COM

    + informação
  • Workshop “No Bordo da Lente”

    On: 11/23/2021
    In: Oficinas, Projectos
    Views: 0
     Like

    Worskhop “No Bordo da Lente” com Armanda Duarte

    16 de Outubro
    Castelo de Montermo-o-Novo


    6WORKS_postSinopse: A ideia de microscópico, embora não dissociada da sua matriz científica, é aqui entendida como um movimento ínfimo, sujeito a gestos como abrir, destapar, esburacar, cavar, ou outros. Trata-se de uma abordagem de desenho – nas suas múltiplas expressões – em que uma ideia vinda do interior do corpo sofrerá novas e progressivas fases de transformação e aprofundamento.

    Um primeiro momento dá-se no interior de uma antiga cisterna na encosta do castelo.
    Aos participantes, é-lhes dito, previamente, para trazerem uma ideia de pequenas dimensões. Durante o encontro, essa ideia deverá encontrar, numa prega de sombra, numa concavidade da pele ou no vestuário, um lugar que a guarde. Neste movimento de transmutação, a ideia corporiza-se, tornando-se ideia coisa e tomando expressão (materialidade, configuração e medida), adequada ao lugar no corpo que a aloja.

    Um segundo momento acontece ao longo da descida do monte encimado pelas ruínas do castelo. Aí, a ideia guardada e transportada encontra uma outra morada: é introduzida no interior da terra, por baixo da pedra, entre as folhas, no interior da árvore, na toca da formiga, no estômago do gafanhoto, no vento ou no corpo de outro participante…

    Sofrerá, tal como no primeiro momento, uma adequação ao novo lugar.

    Finalmente, num terceiro momento, um novo desenho – representação (síntese sensível) das sucessivas transmutações da ideia original – será preparado e apresentado na exposição colectiva.


    Keywords: Microscópico, Ideia coisa, Paisagem, Corpo, Desenho
    +INFO e INSCRIÇÕES
    WWW.CENTROMUTAVEL.COM/WORKSHOPS

    + informação
  • Workshop “Em Torno de Objectos Comuns”

    On: 11/23/2021
    In: Oficinas, Projectos
    Views: 0
     Like

    Workshop “Em Torno de Objectos Comuns” com Belén Uriel

    2 e 3 Outubro + 9 e 10 Outubro, nas Oficinas da Cerâmica e da Terra, em Montemor-o-Novo


    4WORKS_postEM TORNO DE OBJECTOS COMUNS


    Este workshop consiste num exercício de experimentação plástica em torno de objectos comuns, de uso quotidiano, entendidos como extensões do próprio corpo.


    Propomos explorar o potencial escultórico destes objectos, tomando em consideração as relações inerentes à sua produção, materialidade e uso. Estes objectos serão transformados, alterando a materialidade e forma, mantendo ainda assim, a referência à sua origem.
    Através da criação de moldes de gesso, as formas serão replicadas, reorganizadas e reconfiguradas, de modo a conceber um novo objecto. A tiragem por via líquida de peças cerâmicas – um processo intimamente ligado aos meios de produção em massa de objectos comuns – é a técnica adoptada neste workshop.
    Será potenciado o trabalho em torno da relação recíproca entre um objecto e o corpo que o usa, salientando-se a ideia de ‘impressão corporal’ que se preserva e explora nos objetos aqui produzidos.


    Keywords: Corpo, Objecto, Moldes, Cerâmica
    ___________

    + INFO e INSCRIÇÕES
    www.centromutavel.com/workshops

    + informação
  • Workshop “Silêncio e Horizonte Acústico”

    On: 11/23/2021
    In: Oficinas, Projectos
    Views: 0
     Like

    Workshop “Silêncio e Horizonte Acústico” com Ricardo Jacinto

    5 de Outubro, nas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo

    5WORKS_postSinopse: Sendo o horizonte acústico definido pela “maior distância, em todas as direções, de onde os sons podem ser ouvidos”, podemos sugerir que só além desse limite perceptivo existe silêncio, e que este é imaginado. Como podemos explorar criativamente este horizonte.
    Esta oficina terá inicio na blackbox das Oficinas do Convento, estendo-se a uma caminhada por várias localizações na cidade de Montemor-o-Novo e arredores, e terminando numa instalação colectiva no espaço da blackbox. Terá a duração de um dia e será dividida em 3 momentos:

    O primeiro compreende o contacto e discussão do conceito de Horizonte Acústico, acompanhado por exercícios de escuta e gravações sonoras em diferentes localizações da cidade de Montemor-o-Novo, que conduzirão os participantes a experimentar e materializar esta noção associando-a a lugares e situações específicas.
    O segundo momento centra-se na exploração de objectos cerâmicos como corpos ressonantes, através da utilização de tecnologias de emissão e captação sonora de contacto (transdutores e microfones), numa articulação desses objectos com as gravações de campo recolhidas no primeiro momento. Cada participante será convidado a pensar criativamente a relação entre os “corpos cerâmicos vibratórios”, o material sonoro recolhido e o espaço da blackbox.
    O terceiro momento centra-se na concretização de uma instalação recorrendo aos materiais recolhidos e experimentados ao longo do dia.
    No final, apresenta-se o resultado do trabalho desenvolvido.
    + INFO e INSCRIÇÕES
    WWW.CENTROMUTAVEL.COM/WORKSHOPS

    + informação
  • Ana Almeida Pinto na BREVE MENTE

    On: 11/23/2021
    In: Exposições
    Views: 0
     Like

    Ana Almeida Pinto da Galeria de Rua BREVE MENTE

    25 de Outubro 2021 | Galeria BREVE MENTE

    image0(4)“Agora que o âmago se encontra exposto, a palavra espalhou-se como vento pelos seus súbditos; a Raínha e a sua corte mantiveram a beleza, mesmo depois de mortas.”

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    image1(1) + informação
  • Workshop “Ambiente Flutuante”

    On: 11/23/2021
    In: Oficinas, Projectos
    Views: 0
     Like

    Workshop “Ambiente Flutuante” com Ana Cardoso

    18 Setembro (ONLINE) + 25 Setembro (MONTEMOR-O-NOVO)


    2WORKS_postNo workshop AMBIENTE FLUTUANTE, a artista ANA CARDOSO partilha o seu processo criativo e explora em grupo a relação entre pictórico e virtual.


    Olhamos o azulejo como um módulo, ou um pixel, que pode ser reconfigurado de várias maneiras, tanto no espaço físico como no espaço digital – das redes sociais e outros suportes.


    AMBIENTE FLUTUANTE divide-se em dois momentos:
    -No dia 18 de Setembro acontece uma sessão online, para contextualização teórica e prática e preparação coletiva.
    -No dia 25 de Setembro, em Montemor-o-Novo, os participantes encontram-se nos espaços da Oficinas do Convento e pintam os seus azulejos, que vão integrar um painel colectivo a ser instalado no espaço público.


    Palavras-chave: Azulejo, Pixel, Virtual, Pintura Cerâmica


    Todos os maiores de 16 anos, curiosos, artistas e público em geral é convidado a participar!


    O almoço vegetariano, de origem local, está incluído neste dia


    +INFO e INSCRIÇÕES
    www.centromutavel.com/workshops

     

     

    + informação