• Oficina de Rebocos e Testes de Terra

    On: 05/20/2019
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

    18 e 19 Maio 2019

    25 e 26 Maio 2019

    Laboratório de Terra, OCT

    58689262_2521218337956811_9146479108505468928_nOficina de Rebocos de Terra – 18 e 19 de Maio com a participação especial do colectivo ADAMÁ do Brasil
    Ponto de encontro Laboratório de Terra dia 17 às 18:30
    Horário: 9:00-13:00 14:30-18:00

    Oficinas de Testes de Terra – 25 e 26 de Maio com a participação especial de 3 doutorandos da Universidade do Minho: Eng. Arq. Antonio Romanazzi, Eng. Claudio Tirabasso, Cons. Telma Ribeiro
    Ponto de encontro Centro de Investigação Cerâmica dia 24 às 18:30
    Horários:
    25.05 | 9:00-13:00 14:30-18:00
    26.05 | 9:00-13:30 (Há eleições europeias e à tarde vai-se votar!)

    Os eventos vão realizar-se na Oficinas do Convento entre o Laboratório de Terra e o Centro de Investigação Cerâmica em Montemor-o-Novo.
    Há possibilidade de acampar no local e de cozinhar na cozinha partilhada.

    Dúvidas e Inscrições para comunicacao@oficinasdoconvento.com

    Contribuição para cada oficina 70€ estudante 50€
    Oferta Combo (participação nas duas oficinas) 100€

    Oficina com vagas limitadas e numero mínimo de inscrições.

    + informação
  • Gabinete de Curiosidades

    On: 05/20/2019
    In: Exposições, OCT
    Views: 0
     Like

    Exposição Gabinete de Curiosidades – Testes, Erros e Outras Coisas

    Maus Hábitos, Porto

    Exposição patente até dia 2 de Junho, no espaço Maus Hábitos, Porto, no horário:
    seg: fechado
    ter/qua: 12h às 00
    qui/sex/sáb: 12h às 01h
    dom: 12h às 16h

    cartaz GabineteUm Gabinete de Curiosidades é um lugar de concentração de experiências, combinações improváveis, de reunião e colecção, de contemplação e de desconhecido. Este Gabinete de Curiosidades da Oficinas do Convento é a recolha de vestígios dos projectos decorridos em 2018, mas não só. Mais do que apresentar o resultado das diversas residências, concertos, projectos gráficos, instalações e eventos, observamos os vestígios, protótipos, experiências e erros empreendidos no processo de concretização desses projectos. Reunimos peças de uma máquina em construção, feita de materiais e formas díspares, cores complementares e colagens improvisadas. Esta configura um lugar e um tempo em movimento, vagamente esquizofrénico na multiplicidade, linguagens, tecnologias e objectivos. Nos espaços atípicos e assimétricos do Convento de S. Francisco, do Telheiro da Encosta do Castelo, dos antigos Lavadouros públicos e do Laboratório de Terra encontramos o plural, o multifacetado e o colorido, pois todos os projectos são desenvolvidos por pessoas e grupos diversos, mais ou menos fixos, ora de locais e artistas próximos, ora de pessoas vindas do outro lado do mundo. É nesta mistura de experiências que tudo se unifica. É no frenesim da curiosidade insaciável, na vontade de explorar possibilidades, de ver com outros olhos e sentir de outras maneiras que procuramos um sentido para existirmos todos juntos, aqui. Esta exposição é por isso um reflexo deste Todo, desta máquina movida com tantas mãos, de quem se encontra para explorar, experimentar e partilhar um processo de descoberta e improviso. O trabalho da Oficinas do Convento é desde sempre feito por toda uma mescla de artistas, músicos, técnicos, especialistas de todas as áreas e entusiastas de outras mais e concentra-se em proporcionar oportunidades e condições de trabalho nestes domínios, oferecendo, não só um espaço de exposição, apresentação e discussão de ideias mas também uma Oficina onde tudo se pode realizar.

    + informação
  • Opção Mr. Fox Story

    On: 05/20/2019
    In: Espectáculos, Projectos
    Views: 0
     Like

    Mr. Fox Story

    7 de Junho 2019 | 17h

    Convento de S. Francisco

     

    cartaz finalDia 7 de Junho a cultura urbana vai invadir o Convento de S. Francisco em Montemor-o-Novo!
    A partir das 17h o Doodle, o Hip Hop e a dança vão estar representados por diversos nomes do Alentejo!
    Não percas esta iniciativa!

    + informação
  • Urso Bardo na Oficinas do Convento

    On: 05/20/2019
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    Concerto Urso Bardo na Oficinas do Convento

    21 de Junho 2019 | 22:00h

    Oficinas do Convento

    Contribuição à porta para os artistas

     

    cartaz-urso-bardoUrso Bardo é uma banda instrumental formada em Lisboa, em 2014. A sua música está profundamente enraizada em torno da melancolia e do desejo, dois traços bastantes portugueses, combinando melodias com guitarras distorcidas e frequentemente atrasadas.

    Com influências que oscilam entre Radiohead até Marc Ribot, a mistura particular do rock melódico da banda, tornou-os um dos favoritos do cenário musical underground de Lisboa.

    O seu primeiro álbum completo, auto-intitulado, foi lançado pela Raging Planet em Março de 2016. A banda esteve em tour entre 2016 e 2017, para promover o álbum.

     

     

     

    + informação
  • Oficina de Micropaisagens

    On: 05/15/2019
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

    Oficina de Micropaisagens

    18 de Maio 2019 | Das 9h às 13h

    Mercado Municipal

     

    60079977_2151037991682337_6694013079811784704_nIntegrado na programação do Bom dia Cerâmica, vai ter lugar no dia 18 de maio, entre as 9 e as 13 horas, no Mercado Municipal de Montemor-o-Novo, um Workshop de Micropaisagens.
    Neste workshop, com José Mateus e Liliana Velho, da Oficinas do Convento, os participantes vão aprender a modelar vasos em barro, a partir da técnica do rolo, e construir microjardins com plantas adequadas para esses vasos. Para isso, vamos conversar sobre botânica e conhecer a variedade de plantas que podemos utilizar nestes microjardins, aprendendo igualmente a identificar diferentes espécies.

    + informação
  • Conversas à Volta do Tijolo

    On: 05/02/2019
    In: Conversas, OCT
    Views: 0
     Like

    Conversas à Volta do Tijolo

    11 de Maio | Das 10h às 18:30h

    Telheiro da Encosta do Castelo

     

    Conversas a Volta do TijoloNa sequência das várias “Conversas à volta de…”, organizadas pela Oficinas do Convento, a presente edição — Conversas à volta do Tijolo — acontece no âmbito do Projecto Tijolo, um programa de residências artísticas centradas neste objecto intemporal — o tijolo — tão presente nas actividades de criação, de formação e de produção do Telheiro da Encosta do Castelo. É precisamente neste local, onde a criação artística e a prática da arquitectura e da construção se cruzam, que a edição de 2019 tem lugar.

    Organizado em três painéis, As Conversas à volta do Tijolo pretendem cruzar diferentes perspectivas sobre a utilização, apropriação e interpretação do tijolo dentro da criação artística actual, a partir da apresentação de projectos nacionais e internacionais.

    Ao longo destes três momentos, serão mencionadas aspectos relativos à preservação e reinvenção do legado tradicional, serão apresentados projectos que estimularam a criação artística com o tijolo, quer entre estudantes de arte, quer entre artistas, designers e arquitectos, e serão ainda revelados projectos artísticos onde o tijolo, de modo directo ou indirecto, surge como instigador de questões relacionadas com o Homem e a sua relação com a terra, com o corpo, com a paisagem e com a construção, focando ainda o carácter modular do tijolo e o próprio processo de construir. Neste contexto, apresentar-se-á os resultados da primeira residência artística integrada no Projecto Tijolo.

     

    Participação: 10€ (inclui almoço e sessões)

    Inscrições e informações para: oc@oficinasdoconvento.com

     

     

     

     

    + informação
  • Residência Dança de Materiais Inertes

    On: 04/22/2019
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    Residência Artística Danças de Materiais Inertes

    De 19 a 22 de Abril, Simão Costa e Marta Cerqueira vão estar em residência da Oficinas do Convento a desenvolver o seu projecto “Dança de Materiais Inertes”.

    _MG_5743Dança de Materiais Inertes é uma colecção de peças que tem início em 2016.
    #1 Vento | #2 Placas Tetónicas | #3 MOVEDIÇO | #4 Ar
    Tem como premissa geral compor roteiros de movimentos que compõem uma dança, usando o som como precursor, ou seja som que percute e gera movimento.
    Nasce da vontade de contemplar. De observar a realidade como se de um espetáculo se tratasse. Olhar para as coisas inertes e ver nelas vida, sempre que há nelas movimento. Reflete poeticamente sobre a influencia mecânica do homem e suas máquinas sobre o planeta. Deste modo é sobre a poeira, o cosmos, o mar, o vento, o plástico, sobre todas as partículas micro e macro.

    Dança de Materiais Inertes é uma criação de Marta Cerqueira e Simão Costa.
    Um olhar coreográfico, cinético e musical sobre coisas inertes.
    Marta Cerqueira e Simão Costa são presenças assíduas nos palcos nacionais e internacionais como interpretes e criadores/ co-criadores, tanto a solo e em nome próprio como em colaboração com outros artistas.
    Bailarina e pianista, ambos com formação de base clássica, partilham também um percurso caracterizado por múltiplas colaborações com outros criadores, juntando nas suas carreiras experiências de interpretação e/ou criação nas quais se incluem interações com outras áreas como o cinema, artes visuais, teatro, novo circo, arquitetura.
    O trabalho desta dupla explora uma transdisciplinaridade profícua e uma certa dose de
    obsessão pelo rigor e detalhe.
    Deste modo “Dança de Materiais Inertes” explora as fronteiras do trabalho com o som e com o movimento. Investiga as dimensões em que o Som é Movimento e o Movimento é Som, criando danças em que os “bailarinos” por vezes são inertes e em que o seu ânimo e o movimento causado pelo som de altifalantes e pelo impacto destes no corpo.

    + informação
  • Residência Artística Sofia Pires

    On: 04/22/2019
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    Residência Artística de Sofia Pires na Oficinas do Convento

    sofia piresDe 22 de Abril a 1 de Maio, a Oficinas do Convento recebe Sofia Pires, que estará em residência no Convento de S. Francisco a concretizar a fase de edição da sua curta-metragem “Sines ou a amizade, aos papéis”.

    O seu trabalho circula entre a colagem, a fotografia e a imagem em movimento. Neste momento, Sofia Pires encontra- se em processo de produção de um filme rodado – como um conjunto de fotografias em película de 35mm – durante um fim de semana, na edição do ano passado do Festival Músicas do Mundo em Sines. Esta curta- metragem é uma espécie de álbum em movimento a partir de um fim de semana de Verão onde três velhas amigas se (re)descobrem suspensas e em transição para a idade adulta.

    + informação