• Nu Ta Fazi

    On: 10/15/2018
    In: Oficinas, Projectos, Residências
    Views: 0
     Like

    Nu Ta Fazi

    Olaria de Cabo Verde em Portugal

     

    Setembro / Outubro de 2018

    Mestras Convidadas :

    Oleiras: Isabel Mendes Semedo e Edna Sanches Varela(Ângela)

    Centro de Artes e Ofícios de Trás os Montes, Município de Tarrafal de Santiago, Cabo Verde

     

    cartaz-etnoceramica-logos-WEB

    O presente projeto, que decorrerá entre 27 de Setembro e 29 de Outubro, tem o propósito de promover a aprendizagem das artes e dos saberes locais, em especial da olaria, contribuindo para a revalorização de comunidades e dos seus valores culturais, compreende uma estreita cooperação entre o meio ambiente e a criação de valor artístico, económico e social. É, neste âmbito e com o objectivo de promover trocas e conhecimento na área das artes tradicionais, potenciando a tomada de consciência dos valores identitários, estimulando a inovação e criatividade.

    Divulgar e valorizar os saberes tradicionais ligados à olaria caboverdiana, numa lógica de partilha de experiências e trocas culturais, envolvendo artistas, artesãos e todos os interessados.

    A formação é dada pelo método de aprendizagem tradicional, transmissão directa mestre aprendiz e aprender – fazendo.

    12, 13 e 14 de Outubro
    Nu Fazi Cunda e Poti e outras coisas de barro

    Oficina orientada por Isabel Semedo e Edna Varela, duas oleiras de  Trás os Montes no Tarrafal de Santiago, e pela escultora Virgínia Fróis

     

     

     

     

     

    27 de Outubro
    Nu Ta Quema todas as coisas de barro
    Cozedura das peças em Soenga

    28 Outubro
    FESTA É REBENTOLA…
    Encerramento em regime de Mesa Posta com uso das criações de barro das oficinas nas 3 cidades nos potes e pratos de barro.

    Cachupa e sopa da panela no lume de chão, doces das 3 cidades portuguesas, SERENATA de fusão concertinas e cante.

    Inscrições 60€
    (inclui almoço e festa de encerramento)

     

     

     

     

     

    + informação
  • Residência de Sonoscultura – isaSoundBox

    On: 10/15/2018
    In: Oficinas, Residências
    Views: 0
     Like

    Residência de Sonoscultura – isaSoundBox

     

    Image converted using ifftoany

     

    Durante o mês de Outubro, Simão Costa vai estar em Residência na Oficinas do Convento a desenvolver o projecto isaSoundBox, que se trata de um conjunto de peças interactivas, de caráter participativo.  São caixas de formatos variados, obcecadas por tornar o som tátil e visível, usam altifalantes subwoofer para dar corpo ao som. O toque é assim eleito meio soberano de contacto entre os som o os ouvintes, e entre os ouvintes e as caixas.

    Ao longo da Residência e do mês de Outubro vão ser realizados vários Workshops na Oficina da Criança em Montemor-o-Novo com o intuito de dar a conhecer intuitivamente o projecto.

     

    Datas dos Workshops:

    3 e 4 de Outubro das 14:00h – 18:00h

    17, 18 e 19 de Outubro das 14:00h – 18:00h

    31 de Outubro e 2 de Novembro das 14:00h – 18:00h

     

    isaSoundBox – põe-te a pensar fora da caixa.

    Créditos:
    Concepção e criação Simão Costa e João Calixto

     

  • Residência Artística “Anatomia Regional”

    On: 09/17/2018
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    Projeto-Eduardo-Freitas-1-009Eduardo Freitas, o vencedor do Concurso da Residência Artística Tradição >< Contemporâneo, vai desenvolver na Oficinas do Convento, de 17 de Setembro a 17 de Outubro, o seu projecto denominado de “Anatomia Regional”, onde abordará dois conceitos principais: “o corpo e a Tradição do Alentejo”. Para investigar o tema corporal vai materializar imagens da anatomia humana, como os órgãos, ossos e sons do organismo. Já os aspectos do Alentejo serão representados pelos seus elementos culturais, materiais e valores históricos, como o pão, o cante alentejano e as relações sociais concernentes a essa região.

    Para a realização dos trabalhos, o artista vai utilizar fundamentalmente a técnica de cerâmica e dispositivos sonoros. Dessa maneira, os objetos executados apresentarão diferentes linguagens artística – escultura, objeto, instalação sonora, entre outras –, resultando numa produção híbrida, que aproxima recursos atuais e técnicas tradicionais, ou seja, a cerâmica e medias digitais. Sendo assim, tenciona-se uma reflexão crítica sobre os sistemas do corpo humano diante do sistema sociocultural do alentejano.

     

    Biografia do Artista:

    Eduardo Freitas nasceu a 2 de Maio de 1990, em Ponta Grossa, Brasil. Em 2017 decidiu vir para Portugal na expectativa de encontrar novos estímulos e impulso criativo para a sua produção artística. Reside em Évora desde então.

    Quanto à sua formação, e, 2014 especializou-se em Poéticas Visuais pelo programa de pós-graduação da Escola de
    Música e Belas Artes do Paraná – UNESPAR / Brasil; Em 2012 licenciou-se em Escultura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná -UNESPAR / Brasil; e em 2017 realizou o Mestrado em Práticas Artísticas em Artes Visuais – Universidade de Évora / Portugal.

    + informação
  • Residência Artística “Wearing bricks – a body landscape”

    On: 09/06/2018
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    project-outline-009No âmbito da proposta da Residência Artística do Tijolo, Cristina Gallizioli e Marco Ferrari (vencedores), vão desenvolver o projecto “Wearing bricks – a body landscape“, onde a abordagem ao Tijolo vai ser o ponto fulcral no desenvolvimento deste projecto. A primeira parte da Resdiência terá lugar entre 26 de Novembro e 10 de Dezembro

    Este trabalho vai consistir na instalação de pequenos tijolos, para criar estruturas arquitectónicas em torno do corpo como se este se tratasse de uma paisagem. A instalação transforma-se numa performance através da presença da figura humana, da mesma forma que os artistas vão usar os projectos dos pequenos tijolos  na criação de um cenário para as suas histórias tomarem lugar.

    Segundo os artistas, o projecto é uma experimentação da imaginação, da mesma forma que estará aberto para discussão e receptivo a ideias no que diz respeito ao uso de pequenos tijolos no design, na arquitectura, na produção de detalhe e objecto, como forma de tirar proveito da modularidade e das características tácteis do tijolo.

     

     

     

     

    + informação
  • Open Call for Artistic Residencies – Tijolo |Brick

    On: 08/06/2018
    In: Noticias, OCT, Outros Eventos, Residências
    Views: 0
     Like

    (please scroll down to read in English)

    Bolsa-Tijolo

    PT//

    Tijolo | Residências Artísticas

    CONCURSO PARA RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS NA OFICINAS DO CONVENTO

    Candidaturas abertas até dia 15 Agosto

    Duração da residência: 1 mês

    Enquadrado pelo programa quadrienal Técnica, Artes e Lugares, A Oficinas do Convento abre em 2018 um Concurso para Residências Artística na Oficinas do Convento tendo como mote o Tijolo enquanto elemento base para a criação artística.

    CONTEXTUALIZAÇÃO

    Fabricado e utilizado por todas as culturas do mundo, o tijolo é um objecto intemporal, de formatos e dimensões relativamente regulares, porém de uma diversidade que condiz com as diferenças culturais existentes. De fabrico antigo ou moderno, a sua prevalência social torna também visível a identidade existente entre os homens.

    Os tijolos produzidos no Telheiro da Encosta do Castelo, Montemor-o-Novo, são de influência medieval, proveniente ainda da tradição romana e bizantina[1]. De uma constituição arenosa, feitos de uma pasta de argila, terra e água, numa consistência próxima à da lama, os tijolos apresentam aspecto maciço e evidenciam a manufactura artesanal, pelas marcas da mão inscritas na superfície. Sendo de produção antiga, os tijolos têm também a característica de fazerem parte da imagem das construções vernaculares do Alentejo. No entanto, a propósito dos cruzamentos disciplinares desenrolados pelas Oficinas do Convento e o contexto artístico onde se insere a associação, pretende-se fomentar a utilização do tijolo na criação artística e valorizar os recursos existentes no Telheiro da Encosta do Castelo, quer no âmbito da produção de materiais de construção, quer no âmbito do apoio à criação artística, propondo assim a realização de residências na área artística que tenham o tijolo como base para a criação.

    Aqui, o tijolo, além de poder ser pensado na sua dimensão mais imediata — objectual e construtiva — evidenciando aspectos de produção, formação, conformação ou aplicação, poderá ser considerado também na sua vertente poética, social, histórica ou cultural.

    Tais âmbitos de abordagem poderão ser explorados em diferentes linguagens da criação — escultura, instalação, vídeo, fotografia, desenho, entre outros — cruzando ou tocando casualmente as fronteiras da arquitectura e do design.

    Sem desmerecer ou preterir a elaboração de esculturas de índole objectual, no caso de projectos de maior escala, dar-se-á prioridade a propostas de carácter efémero, processual ou de índole colaborativa que resolvam, neste último caso, eventuais questões práticas da cidade.

    APRESENTAÇÃO BREVE

    O tijolo pode ser pensado e usado na sua dimensão mais imediata — objectual e construtiva — evidenciando aspectos de produção, formação, conformação ou aplicação ou ser considerado na sua vertente poética, social, histórica ou cultural, explorando a diversidade e as potencialidades formais e conceptuais do tijolo, através de diferentes linguagens da criação.

    Assim, este concurso destina-se a autores das seguintes áreas:

    • artes-plásticas: escultura e/ou pintura
    • arquitectura
    • cerâmica
    • desenho
    • design
    • escrita
    • fotografia
    • instalação
    • vídeo

    [1] FRÓIS, Virgínia, SILVA, Vasco Fernando Dias, Realibitação de um Telheiro em Montemor- o-

    Novo, In ArteTeoria, Revista do CIEBA – Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes –

    Secção Francisco de Holanda, no 14/15, 2011/2012, Lisboa, p. 101.

    REGULAMENTO  FICHA DE INSCRIÇÃO

     

    Brick-CallEN//

    Brick | Artistic Residencies

    Open Call for Artistic Residencies in Oficinas do Convento

    Last day for the applications is on the 15th August.

    These Artistic Residencies are part of the program “Técnica, Artes and Lugares”, the project,opens in 2018, an open call for Artistic Residencies in Oficinas do Convento having as a motto the Brick as a basis element for artistic creation.

    Contextualization

    Manufactured and used by all of the cultures in the world, the brick is a timeless object, with relatively regular formats and dimensions, nevertheless of a diversity that matches with the existing cultural differences. From old or new manufacture, its social prevalence gives visibility to the existing identity between men.

    The bricks produced in Telheiro da Encosta do Castelo, Montemor-o-Novo, are of medieval influence, stemmed from the roman and byzantine traditions. From a sandy composition, made from a clay paste, earth and water, in a consistency similar to the mud, the bricks present a solid aspect and highlight the manual manufacture by the hand marks on its surface. Being of old production, the bricks are also part of the vernacular constructions of Alentejo. Nevertheless, as a result of the disciplinary intersections developed by the Oficinas do Convento and its artistic context. It is investigated the use of brick in the artistic creation and to value the existent resources in Telheiro da Encosta do Castelo, in a material production context and as a support for the artistic creation.

    Such contexts of approach can be explored in different languages of creation – sculpture, installation, video, photography, drawing, and more – crossing or touching in a casual way the borders of architecture and design.

    Application Process

    The main aim of Brica-Artistic Residencies is to think and explore this product in its most immediate dimension – objective and constructive – highlighting the production aspects, formation, conformation or application, or in its poetical, social, historical or cultural aspect, exploring the diversity and the formal and conceptual potentialities of the brick, through different languages of creation.

    Therefore, this call is destined to artistic proposals in the following areas:

    • Plastic arts: sculpture and/or painting
    • Architecture
    • Ceramics
    • Drawing
    • Design
    • Writing
    • Photography
    • Installation
    • Video

    REGULATION     APPLICATION FORM

     

    + informação
  • SVS apresenta o seu projecto no Convento de S. Francisco

    On: 08/03/2018
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    360-Refreshment-Retreat_1SVS apresenta o seu projecto no Convento de S. Francisco

    5 de Agosto, a partir das 19h

     

    A discográfica SVS apresenta o seu projecto, desenvolvido em residência na Oficinas do Convento, dia 5 de Agosto a partir das 19h no Convento de S. Francisco.
    Vai ser um final de tarde cheio de música e boa disposição com convite a jantar na Cantina do Mambo (sujeito a reserva para cantinadomambo@gmail.com). Não faltem!

    A SVS é uma editora discográfica sediada em Londres, Munique e Lisboa, é gerida por Daniel Hermann-Collini e Benedikt Brachtel, e iniciou-se em 2013 como uma marca das residências da SVS. As residências têm lugar todos os anos, durante duas semanas, em diferentes espaços à volta do mundo. Este ano, a SVS elegeu a Oficinas do Convento para desenvolver o seu projecto. O objectivo das Residências executadas pela SVS baseia-se na criação de uma plataforma de troca social intensiva e criativa entre os artistas participantes. A SVS capta o progresso das residências e oferece aos seus participantes uma plataforma para lançarem as suas músicas.

    + informação
  • Learn Bi0n #7

    On: 07/26/2018
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    Learn Bi0n #7

    2018

    bi0nweb

    PT//

    Depois de quase dois anos de workshops, viagens, reuniões, muita partilha e, claro, muito carinho, está na hora de marcar um encerramento para este primeiro ciclo learnbiøn. Por isso, uma semana de partilha de conhecimentos, co-pensamento crítico e comemoração está a ser definida em Montemor-O-novo, entre a 11 (chegada) e 19 de Agosto (partida).
    A ideia é que o grupo co-crie pequenas intervenções espaciais nos arredores da Oficinas do Convento em necessidade.
    As técnicas que serão o veículo principal para este workshop serão definidas juntamente com o design a ser co-criado por todos os participantes no início da semana.
    Vamos concentrar-nos em algumas das técnicas compartilhadas no exterior durante o programa learnbiøn, por isso as habilidades podem ser mais facilmente compartilhadas com os que se encontram em contacto com eles pela primeira vez e melhorados pelos que os têm experimentado.
    Tutores das organizações parceiras, ex-participantes de cursos anteriores e novos participantes nos cursos do biøn vão partilhar conhecimentos e experiências num contexto horizontal.
    De acordo com os recursos disponíveis e com o contexto ambiental, os processos de design e construção vão ajudar-nos a pensar pelas últimas vezes que (diretamente ou não) passamos juntos no meio desta rede.
    Para pensar, fortalecer e projectar os valores e desejos da rede para um futuro comum, é uma missão dentro do imaginário desta semana.
    A taxa de atendimento é de 100 € e vai cobrir as despesas de alimentação (pequeno-almoço, almoço e jantar).
    Os que preferem cozinhar para si mesmos devem pagar uma taxa de 50 € para a qual podemos dar uma bolsa de estudos no caso de situações pessoais de baixo rendimento (por favor, sintam-se à vontade para entrar em contacto connosco neste caso).
    Todos os participantes devem trazer uma tenda para a estadia para que todos nos possamos instalar no local (para os que vêm de avião podemos discutir a possibilidade de partilhar a tenda com os outros).

    As candidaturas devem ser feitas até ao dia 5 de Agosto, mas se for possível, agradecemos o contacto antes da data.

    Mais informações: http://www.bi0n.eu/2018/07/25/7-apply-to-workshop-and-learnbion-final-reflection/

     

    EN//

    After almost two years of workshops, travels, meetings, a lot of sharing and, of course, a lot of caring, it´s time to set a closure for this first LearnBIØN cycle. Therefore, a week of knowledge sharing, critical co-thinking and celebration is being set in Montemor-o-Novo, between the 11th (arrival) and the 19th of August (departure).
    The idea is for the group to co-create small spatial interventions in the surroundings of Oficinas do Convento´s workshops in need.
    The techniques that will be the main vehicle for this workshop will be defined along with the design to be co-created by all the participants in the beginning of the week.
    We will concentrate on some of the techniques shared abroad during the LearnBIØN program, so skills can be more easily shared with ones getting in contact with them for the first time and improved by the ones who have experienced them.
    Tutors from the partners organizations, former participants from previous courses and new participants at BIØN courses will share knowledge and experiences in an horizontal context.
    According to the resources available and the environmental context, the design and build processes shall help us think through these last times we (directly or not) spent together in the realm of this network.
    To think, strengthen and project the network´s values and desires to a common future is a mission within the imaginary of this week.
    The attendance fee is 100€ and will cover food expenses (breakfast, lunch and dinner).
    The ones preferring to cook for themselves should pay a 50€ fee for which we can give a scholarship in the case of low income personal situations (please feel free to contact us in this case).
    All participants should bring a tent for the stay so all of us can settle on-site (for the ones coming by plane we can discuss the possibility of sharing the tent with others).

    The subscription deadline is the 5th of August although, if possible, please contact us before.

    More information: http://www.bi0n.eu/2018/07/25/7-apply-to-workshop-and-learnbion-final-reflection/

    + informação
  • Tradição >< Contemporâneo até 30 JULHO

    On: 07/19/2018
    In: Residências
    Views: 0
     Like

    Tradição >< Contemporâneo

    Programa de residências artísticas para criadores da Região

    – Alentejo –

    Artes plásticas: Cerâmica, Terra e/ou novos media

    CANDIDATURAS ATÉ 30 JULHO!

    cartaz-residencias-locais NOVO

     

    Enquadrado pelo programa quadrienal Técnica, Artes e Lugares, A Oficinas do Convento abre em 2018 possibilidade de novas relações potenciando-as através de uma bolsa anual para a produção artística regional.

    Através deste concurso anual, a OC com os seus recursos técnicos permitirá o desenvolvimento de um projeto em residência artística dirigido a jovens criadores residentes no Alentejo.

    Pretende-se potenciar a aproximação entre a comunidade jovem artística e a OC, disponibilizando recursos e aprendizagens como forma de desenvolvimento do seu trabalho.

    Em 2018 a OC lança pela primeira vez o concurso tendo como tema a Tradição e Contemporâneo.

    Pretende-se desafiar, artistas, designers e arquitetos, para a criação de obras que contribuam para um processo continuado de reinterpretação, cruzamento e inovação de técnicas.

    Dar-se-á relevância a propostas a desenvolver em regime de Residência que tenham preferencialmente referências à região, património histórico e natural, cultura local e recursos e que contemplem modos de produção tradicional bem como “novos media”, refletindo a sua atualização na metodologia e na forma.

     

     

     

     

     

     

    Objectivos

     

    Potenciar a criação de jovens artistas regionais, através de um processo formal que lhes permite beneficiar dos recursos locais.

    Estreitar relações com a comunidade artística jovem regional;

    Promover a criação artística e produção de projetos inovadores revitalizando as técnicas tradicionais e artesanais;

    Apoiar criadores emergentes da nossa região;

    Potenciar a interação entre a produção artística e a comunidade local, contribuindo para a promoção dos recursos naturais, culturais e económicos da região;

    Contribuir para o desenvolvimento de processos participativos promovendo o envolvimento da população;

    Aproximar os cidadãos das práticas artísticas contemporâneas. Valorizar a cultura local promovendo o desenvolvimento sócio cultural e a criação de objetos com valor poético.

     

    Regulamento

    Ficha de Inscricao

     

    + informação