• 3 Concertos

    On: 10/18/2018
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    Noite de 3 Concertos com:

    Olan Monk (Irl)

    Pierre Pierre Pierre (Fr)

    Baku9 (Pt)

    10 Novembro | 21:30h

    Oficinas do Convento

    Contribuição para os músicos 3€

     

    No dia 10 de Novembro, a Oficinas do Convento recebe 3 concertos, de 3 artistas diferentes, que prometem animar a noite com muita música.

    1
    OLAN MONK (Irl)
    Música para fantasmas electrónicos / synth-vapor-industrial-wave
    Co-fundador do C.A.N.V.A.S., um colectivo artístico que dá nome a uma série de eventos que lançaram a editora em 2018. Tendo feito eventos em Londres, Berlim, colaborações com artistas tão diversos como Actress e Ashley Paul, performances ao lado de Thurston Moore (Sonic Youth) e Martin Rev (Suicide), assim como DJ sets na rádio Londrina NTS.
    PIERRE PIERRE PIERRE (Fr)
    Non-techno para non-dansar / electro-psycho-acoustics live coding
    Ex-membro da organização dos festivais de música experimental Cable# e do cinema experimental Mire, na cidade francesa de Nantes, PPP gere agora a 50hz, criando eventos para as artes experimentais em diferentes lugares. Colabora com Clinch (AV2), Will Guthrie (WAV2), Nuno Marques Pinto (Mother Faca) e com Rui Leal (RRR), tendo já tocado na França e em Portugal a solo.
    BAKU9 (Pt)
    Música electro-acústica improvisada / dronoise-electronics
    Projecto a solo de Xavier Paes. Praticando nas áreas da multimedia, música experimental improvisada, performance, activismo e multi-instrumentalismo, toca em Dies Lexic (ex-Dyslexic Project) com Inês Silva desde 2015 e integra em 2017 no colectivo artístico portuense Favela Discos, tendo participado em eventos como Serralves em Festa e Milhões de Festa, Culto-Circuito: Festival de Música Improvisada do Porto, O Museu Como Performance (Serralves) e no estrangeiro no Stichting Centrum (Haia), OCCII e Free Fringe Festival – Vondelbunker (Amesterdão) e nos La Pointe Lafayette e L’ International (Paris).
  • Hadokowa na Oficinas do Convento

    On: 10/15/2018
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    Hadokowa

    26 Outubro | 22h

    Oficinas do Convento

    Contribuição para os músicos: 3€

     

    robot-glitch

     

    Formada em Taiwan, e agora em formação francesa, o duo Hadokowa lançou o seu primeiro EP na electrónica portuguesa Enough Records e na mexicana Nacion Libre Records, para verem o quão versáteis eles são. Algures entre chiptune e punk-hardcore, o duo robótico distribui a sua mensagem de forma rápida com intensidade e com o uso de instrumentos invulgares. Não é uma actuação do rock corrente.

    Website
    Videos

     

     

    + informação

  • TILDAFLIPERS na Oficinas do Convento

    On: 10/15/2018
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    Concerto TILDAFLIPERS

    31 Outubro | 22:00h

    Oficinas do Convento

    Contribuição para os músicos 3€

     

    TILDATildaflipers é como um dub derretido e reminiscente parte da era dourada do punk britânico/postpunk, tal como os Pop Group e os Slits, a dança surge, mas assim que começas a pensar em dançar, boom!, acabou…Não há muito espaço para dança nestas cidades e, em todo o caso, o único tipo de música verdadeiramente dançável é o dub heavy metal dominado por  dreadlocks e disciplinas do Cabaret Voltaire e de William S. Burroughs a pintar imagens que mostram a decadência das cidades, de forma que seria justo, estilisticamente, qualifica-las como “psicogeográficas”, mas com o factor de as poder manosear. A primeira vez que a banda as ouviu, disseram imediatamente que, por qualquer razão, lhes fazia lembrar os adorados Pop Group. Não exactamente o som em si, mas a colagem dos sons e o ruído psicadélico que são misturados numa reunião onde as marcas transcendem.

    O projecto tem mais de 20 lançamentos, em diferentes formatos, e uma constante dedicação às performances ao vivo locais assim como tours no Brasil, Chile, Uruguai e Espanha, onde foi publicado 12 formatos vinis do album “Muaumuau” com a participação da discográfica Ramvo Records / Big Papa records / Finis Africae / Prius albums / Sucio and Desprolijo, que os levou em tour pela Europa para embarcar na apresentação do álbum em Espanha, França, Alemanha, Suiça, Holanda e Portugal.

    Links úteis:

    www.tildaflipers.com

    Tildaflipers ¨herencia de derrotas

    Tildaflipers ¨ muyo

     

    + informação
  • Marco Santos na Oficinas do Convento

    On: 10/10/2018
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    Concerto de Marco Santos

    12 Outubro | 22:00h

    Oficinas do Convento

     

    Marco Santos-3431

     

     

    “Marco Santos apresenta-se a solo num ambiente intimista explorando vários ambientes… do minimalismo ao improviso, do corpo ao instrumento, do orgânico ao electrónico entre o estar e aconte”ser”!!!”

     

     

     

     

    Links de interesse:

    https://youtu.be/lATXXnrCCLA

    https://www.facebook.com/MarcoSantosOfficial

    + informação
  • João Berhan

    On: 09/06/2018
    In: Concertos
    Views: 0
     Like

    João Berhan

    7 Setembro | 22:00h

    Convento de S. Francisco – Oficinas do Convento

    Contribuição para o músico – 3€

     

    1003817_669501876400163_215621821_n“Berhan é basco, ou etíope, ou persa. João é de Lisboa. Em 2012, gravou em casa um inopinado disco de estreia, Toda a Gente a Fugir para a Frente, e cantou-o pelo país irreal. Para chegar a 2018, serviu à mesa, praticou apneia nas profundezas disruptivas do corporate marketing impactante, escreveu canções sobre isso (esta parte é mentira) e fez um filho. Tudo por gosto.

    O resultado deste trajecto rigorosamente sinuoso é o seu segundo longa-duração: Roupa Nova, composto com doce indolência e gravado em estúdio com Diogo Picão (saxofones), Ricardo Ribeiro (clarinetes), Baltazar Molina (percussões), Miguel Gelpi (contrabaixo) e Teresa Campos (voz). Canções raras, alheias a género, que nos sobressaltam com letras delicadas e acalantam com fartura de arranjos. Com coisas para dizer, para orelhas que as queiram ouvir.”

     

     

     

     

    Facebook

    Novo Disco

    Teledisco da canção “Roupa Nova”

    Teledisco da canção “Enxaguado”

    Teledisco da canção “Falas de Revolução”

     

    + informação
  • Ohxalá – Festa final do Projecto Bi0n

    On: 08/13/2018
    In: Concertos, Espectáculos, OCT
    Views: 0
     Like

    >>> Ohxalá<<<

    18 Agosto – 23:00 – Oficinas do Convento

    28238821_1207697029363453_1659807152304567593_o

    Maria e Luis apesar de viverem no Porto, as suas musicas ouvem-se por todo o mundo, fazendo parte da crescente onda do ethnobeats.

    Focados na cultura portuguesa, brasileira e africana, inspirados na forte base rítmica da música popular e antiga, as suas produções estão cheias de gravações de campo e incorporam elementos folclóricos, étnicos e tradicionais na música eletrónica contemporânea.
    Ohxalá é, sem duvida, uma experiência musical única.
    + informação
  • CV >< PT – Jantar / Concerto Jon Luz / Fados com Inês Villa-Lobos

    11 de julho – Convento de S. Francisco

    20hJantar Cabo Verde/Portugal

    Cachupa >< Caldo Verde e Pasteis de Bacalhau

    Doce de Papaia >< Arroz Doce

    Grogue e Ponche >< Vinho tinto e Aguardente

    Aceitam-se reservas para o comunicacao@oficinasdoconvento.com

    21:00h – Jon Luz

    jonNeste espectáculo, o público terá oportunidade de conhecer melhor a música de Jon Luz cuja originalidade advém justamente da combinação única entre ritmos tradicionais como a morna, a “coladera”, o funaná, o batuque, o “sanjon” e as letras das histórias que conta numa concepção original de arranjos.

    Jon Luz é indubitavelmente um jovem talento há muito descoberto pelo público português e o público internacional da “world music” procura beber a tradição de cabo verde. Um artista que ao explorar a riqueza musical da sua terra, cria uma nova perspectiva para a música actual cabo-verdiana.

    “Farrope d´Poesia” foi o seu primeiro trabalho original e nos últimos anos colaborou com artistas como Sara Tavares, António Zambujo, Cesária Évora, Maria Alice, Tito Paris, Júlio Pereira ou João Afonso.


    In this show, the audience will have the opportunity to get to know better the music from Jon Luz which originality comes from the unique combination between traditional rhythms such as morna, “coladera”, funana, “sanjon” and the lyrics from histories that tell in an original conception of arrangements.

    Jon Luz is, undoubtedly, a young talent found a long time ago by the portuguese audience and, the international audience of the “world music” seeks for the Cape Verde tradition. An artist that by exploring the music wealth of his own land, creates a new perspective for the current Cape Verde music.

    “Farrope d’ Poesia” was his first original work and in the past few years, he worked with artists such as Sara Tavares, António Zambujo, Cesária Évora, Maria Alice, Tito Paris, Júlio Pereira or João Afonso.

     

     22:30h  – Fados com Inês Villa-Lobos

    18814037_2044511329109339_6153720107606616279_n 2

     

    18814037_2044511329109339_6153720107606616279_n 2Com uma voz calma e melodiosa, Inês Villa-Lobos canta embalada pelos trinados da guitarra de António Villa-Lobos e conduzida pela marcação na viola de Hélder Azinheirinha. É assim, que com grande cumplicidade e amizade, criam um ambiente intimista e partilham o fado.


    With a peaceful and melodious voice, Inês Villa-Lobos sings cradled by the warble of the guitar of António Villa-Lobos and driven by the marking of Hélder Azinheirinha’s guitar. It is with great complicity and friendship that they create an intimate environment and share fado.

    + informação
  • Luca Argel

    On: 07/11/2018
    In: Cidade Pre0cupada, Concertos, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    Luca Argel

    Dia 13 Julho/ 13th July | 22:00h | Convento de S. Francisco

    31430327124_637925aab5_k

     

    32233280906_6f2d7ea569_kSabem os sábios que as palavras mais simples fazem as canções mais bonitas. O novo álbum de Luca Argel, poeta e cantautor carioca radicado no Porto, é um disco de sambas despidos que brilham na sua enganadora simplicidade. As canções contém somente voz e violão, mas é tudo quanto precisam. Dos subúrbios às galáxias do Star Wars, ele canta histórias com uma amável intimidade. Mas nada é verdadeiramente simples na música de Luca Argel – ele sabe trabalhar a carpintaria das palavras, o poder do ritmo e a sedução de uma melodia. Com subtileza e sentimento, enlaçada em mel, a voz saboreia a destreza dos poemas e respira o ardor das melodias. Bandeira é um carinho nos ouvidos.

    [Ana Patrícia Silva, Time Out Porto – Abril, 2017]Luca Argel (Rio de Janeiro, 1988), é formado em música pela UNIRIO e mestre em Literatura pela Universidade do Porto. É vocalista e compositor dos grupos “Samba Sem Fronteiras”, “Orquestra Bamba Social” e “Ruído Vário”, este último em parceria com a cantora Ana Deus. Tem livros de poesia publicados no Brasil, em Espanha e em Portugal, um dos quais foi semifinalista do Prémio Oceanos 2017. Em 2016 lançou seu primeiro disco a solo, “tipos que tendem para o silêncio”, e em seguida “Bandeira”, considerado pelo site Embrulhador como um dos melhores lançamentos da música brasileira em 2017.


    Luca Argel (Rio de Janeiro, 1988), is graduated in music by UNIRIO and mastered in Literature by the University of Porto. He’s the vocalist and the songwriter from the groups “Samba Sem Fronteiras”, “Orquestra Bamba Social” and “Ruído Vário”, this last one with a partnership with the singer Ana Deus. He has poetry books published in Brazil, Spain and Portugal, one of them being semifinalist of the Prémio Oceanos 2017. In 2016, he released his first solo record, “tipos que tendem para o silêncio”, followed by “Bandeira”, considered, by the site Embrulhador, one of the best releases in brazilian music in 2017.

    + informação