• “Uma Mancha na Parede” na BREVE MENTE

    On: 07/03/2020
    In: Exposições
    Views: 0
     Like

    “Uma Mancha na Parede” de José Artur Macedo na Galeria de Rua BREVE MENTE

    3 de Julho 2020 | Galeria BREVE MENTE

     

    OC-4

     

     

    “Nos muros e paredes que me cercam, vão surgindo pequenas colónias de musgos e liquens. Estas produzem padrões e formas aleatórias que sempre me fascinaram…

    É deste caos de formas que a natureza e o tempo vão produzindo, que tomo pequenos fragmentos simetrizando-os e produzindo imagens com padrões que espero que atraiam e desassosseguem o espectador, ao mesmo tempo que abram espaço para as interpretações de cada um, à semelhança do teste de Rorschach.”

     

     

     

     

     

     

     

    2020-07-03-11.49.10-1 + informação
  • InstruAction

    On: 04/27/2020
    In: Exposições, Projectos
    Views: 0
     Like
    94146861_3281130531965584_8134777382721552384_n

    #InstruAction
    Enunciados Poéticos para Montagem Doméstica

    Como materializar objetos e propostas artísticas tridimensionais na era dos suportes digitais? Como encontrar formatos disruptivos para discursos em ambientes domésticos?
    Como converter o observador em comissário, exaltando a sua participação na criação e interpretação?

    Este é um convite à participação e interrogação do público.

    O artista escreve o Enunciado e o público interpreta e documenta.

    Se quiseres participar, vê como na página de INSTAGRAM @instruaction ou no Facebook InstruAction BreveMente

     

    94510984_3281130595298911_4413214742160605184_n94134696_3281130675298903_8455410967839244288_n
    + informação
  • BREVE MENTE da vitrine para o ecrã

    On: 04/13/2020
    In: Exposições, Projectos
    Views: 0
     Like

     ABRAÇOS E BEIJINHOS…(…E CARINHOS SEM TER FIM)”

    BREVE MENTE da vitrine para o ecrã

     

    Se o público fica em casa, a Cultura e a Arte encontram formas de lhe chegar por outras vias, de se adaptar a esta realidade temporária, a outros formatos e esse é um dos papéis da OFICINAS DO CONVENTO.
    Transformamos o nosso espaço físico da galeria BREVE MENTE num espaço digital, aproveitamos estes lugares para pensar este tempo. Tragam o que vos passa pela cabeça, pelos olhos, o que fazem com as mãos, os pés, o corpo, com pixels, decibéis, palavras e outras formas.

     

    Desafio: ABRAÇOS E BEIJINHOS…(…E CARINHOS SEM TER FIM)”

    1vertigo

    O desafio é enviarem-nos excertos (de filmes, séries, amadores, entre outros) onde protagonistas se abraçam, beijam, apertam a mão, entre outras aproximações físicas, das quais, no contexto pandémico em que estamos hoje, nos remetem para uma sensação de “violação de regras do isolamento social” cada vez que as assistimos num filme ou série, onde as pessoas calorosamente se saúdam. Esse sentimento súbito que depois passa.

     

     

     

    Podem enviar o vosso excerto até ao dia 27 de Abril.

    Posteriormente será divulgado o resultado desta recolha no nosso Facebook e Instagram

    Este projecto está subsidiado pela boa vontade dos artistas e parceiros.

     

    Regulamento:

    -Os vídeos devem ser enviados em formato mp4

    -Anexo ao excerto deve ser enviado Nome do filme/série, Realizador e Ano;

    -O vídeo deve ser enviado para: comunicacao@oficinasdoconvento.com

    + informação
  • “Estou Fora” na BREVE MENTE

    On: 02/13/2020
    In: Exposições
    Views: 0
     Like

    “ESTOU FORA” de Tiago Fróis na BREVE MENTE

    8 de Abril 2020 | Galeria de Rua BREVE MENTE

    IMG_20200408_221255_395 + informação
  • “Il faut imaginer Sisyphe heureux, bisogna immaginare Sisifo felice” na BREVE MENTE

    On: 01/27/2020
    In: Exposições
    Views: 0
     Like

    “Il faut imaginer Sisyphe heureux, bisogna immaginare Sisifo felice” na Galeria de Rua BREVE MENTE

    2Dois amigos que vivem em diferentes países decidem realizar um trabalho em conjunto motivados pelo simples facto de o quererem fazer. Estas imagens são o resultado desse exercício de partilha de suporte.

    Os temas que entram em jogo derivam da experiência que lhes é quotidianamente acessível e do movimento a este contrário, uma reflexão sobre o possível.

    Se fosse necessário sintetizar, que não é de todo o caso, estes exercícios poderiam ser considerados como uma troca de correspondência entre dois amigos que de alguma forma procuram interagir. Por consequência é-nos possível observar um modo de ver e estar que se actualiza a cada troca, jocosa, despretensiosa, ponderada, desejada.

    Artistas: Kevin Claro e Pedro Lira

     

    + informação
  • Bandeira Nova na BREVE MENTE

    On: 12/02/2019
    In: Exposições
    Views: 0
     Like

    Bandeira Nova de Amanda Costa na BREVE MENTE

    web2“Na emergência de uma nova era na democracia brasileira, aflora a necessidade de atualizar a flâmula nacional no ano em que a República completa seus 130 anos, 2019! A Nova Bandeira deverá evidenciar a evolução histórica e política do país e sua alegoria retratará com fidelidade o presente cenário desta nacção ‘abençoada'”.

    + informação
  • Exposição Terra

    On: 10/23/2019
    In: Exposições, OCT
    Views: 0
     Like

    Exposição Terra

    Por Tiago Canário

    26 Outubro 2019 | 15h

    Ermida de S. Pedro, Montemor-o-Novo

    Exposicao-TerraDurante o mês de Agosto, o artista Tiago Canário desenvolveu em residência artística na Oficinas do Convento, o seu projecto “Terra”.
    A exploração da terra como matéria que define e transmite carácter. O solo como agente construtivo e deformador.
    A materialização de formas típicas da cultura cerâmica alentejana, em busca da sua relação material e temporal no espaço contemporâneo.

     

    + informação
  • Exposição 4096_cm3

    On: 10/07/2019
    In: Exposições, OCT, Residências
    Views: 0
     Like

    Exposição 4096_cm3: a look at artisinal brick

    Por Mathias Vincent, Thomas Flores e Marlon Bagnou Beido.

    11 de Outubro | 17h

    Oficinas do Convento

    layout-poster_24096 cm3, um projecto interdisciplinar sobre a produção artesanal de tijolo.
    O projecto “4096 cm3” é o resultado do diálogo que surgiu entre um arquitecto, um designer e um artista ao desenvolverem uma residência na Oficinas do Convento, mais precisamente, no Centro de Investigação de Cerâmica, em Montemor-o-Novo.

    4096 cm3 é a quantidade de matéria (barro, água e areia) que é necessária para encher um molde de tijolo de burro, um tijolo artesanal produzido pela OCT. Ao usar o volume deste tijolo, um novo elemento modular surgiu, com o propósito de transportar o tijolo para a esfera doméstica.

    O preenchimento enquanto lógica de reunião e a modularidade, ligada ao tijolo, foram usados de forma a chegar a uma variedade de formas capazes de sugerir um propósito, sem declarar uma função específica. Conduzidos pelo desejo de chegarem a volumes capazes de acolher uma ambiguidade entre mobília, material de construção e escultura, o projecto pretende aproximar-se à possibilidade de uma forma “grau zero”.
    O diálogo com o sítio de produção e os seus intervenientes, conceptualmente e tecnicamente, ditaram a evolução do projecto. A pilha de tijolos, prateleiras e ferramentas de produção, definiram o vocabulário que alimentou continuamente este diálogo. O sistema de empilhamento tradicionalmente usado para dispor o tijolo e a cerâmica no forno, inspirou directamente a lógica de reunião usada para organizar os elementos entre eles.
     
    As curvaturas da cerâmica, racham e deformam-se quando secam. Ao aceitar e ultrapassar o método de produção artesanal do tijolo usado na OCT, o projecto pretende desafiar as propriedades do barro, operando no limite do material, com uma relação próxima com o conhecimento local.
     –EN–
    4096 cm3, an interdisciplinary pro- ject about the craft of brick making

    The project “4096 cm3”is the results of the dialogue that emerged between an architect, a designer and an artist when spending a month of residency in the facili- ties of OCT (oficinas da ceramica e terra), the artisanal brick factory of Montemor-o-novo in Alentejo, PT.

    4096 cm3 is the quantity of matter (clay, water and sand) that is required to fill the mold of a tijolo burro, a traditional brick produced by OCT. Using the volume of this brick a new modular element emerged, aiming to bring the brick into domestic sphere.

    The stacking as logic of assembly and the modularity, inherent to the brick, were used to reach a variety of shapes capable of suggesting a purpose, without stating a specific function. Led by the desire to reach volumes capable to foster an ambiguity between furniture, con- struction material and sculpture, the project wants to approach the possibility of a form’s “degree zero”.

    The dialogue with the site of production and its actors conceptually as well as technically dictated the evolu- tion of the project. Sleeping stack of bricks, racks and production tools, defined a sculptural vocabulary that continually fed this dialogue. The stacking system tradi- tionally used to dispose brick and ceramics in the Kiln directly inspired the logic of assembly used to organize the elements with each other.

    Ceramics bends, crack and deforms when drying. By embracing and exceeding the method of artisanal brick making used in OCT, the project wants to challenge the clay’s properties, operating at the limit of the material, in close relation with the local expertise.

    Video 4096 cm3

     

    + informação