• Poesia em Pixeis

    On: 12/07/2017
    In: Oficinas
    Views: 0
     Like

    poesia-em-pixeis 120 a 22 de Dezembro na Oficina da Criança

    Atelier de Electrónica, Programação e Escrita com Luz

    Os participantes irão aprender a soldar e a montar o kit PoV, a programar o aplicativo para escrever mensagens e desenhos com pixeis.

    Depois de aprender a tecnologia irá acontecer uma oficina de escrita criativa Gestual orientada pela Biblioteca Municipal. Os participantes serão orientados para a criação de pequenas frases e/ou imagens com o tema “brincar na rua”

    Vamos transformar palavras em Graffitis Digitais!!

    Vejam uma proposta de resultado aqui

    A participação é gratuita!

     

    + informação
  • “Sonosculturas na Galeria Municipal” por Gerbert Verheij

    On: 11/22/2017
    In: Exposições, Noticias, Oficinas, Residências
    Views: 0
     Like

    _MG_8333Sonosculturas na Galeria Municipal

    “Durante duas semanas, dois ruidosos animais de cerâmica davam as boas-vindas aos visitantes da Galeria Municipal. Resgatados (ou raptados) de um dos pacatos canteiros do claustro do Convento de São Francisco, foram dotadas de alto-falantes no lugar das cabeças. Reproduziam com súbitas vibrações sons surpreendentes (tratava-se de gravações de uma ripa de madeira tocada com arco de violino). Lá dentro, a exposição – que ocupava todos os espaços da galeria, sem desdenhar a casa de banho ou o vão-de-escada do bar – rapidamente nos envolvia. Logo à entrada, uma instalação colectiva de paralelepípedos metálicos movidos a ventoinhas, velhos gira-discos e pedras produzia algo como um lento banho de imersão sonora. Ao lado, fitas magnéticas fustigavam um balão de bomba de água, uma grande roda fazia incessantemente o seu caminho por um círculo de areia e, por artes de magnetismo, um montinho de tinta de toner (que é magnética) ecoava o mesmo movimento circular numa folha suspensa. Cada som – a trituração da areia, a agitação de fitas, o embate de metal é captada por microfones de contacto e amplificado, elevando estes ruídos à partida banais ao domínio do som. No jogo entre a tecnologia – os fios e cabos, as amplificadoras e mesas de mistura, motores – e materiais muitas vezes obsoletos, sobras ou restos que sempre carregam um pouco de memória de vida prévia, o som ganhava espessura e presença, ocupando o espaço como se também tivesse a sua própria materialidade.

    Seguiam-se mais instalações: peças gémeas que tagarelam entre si, água que cai e borbulha, pequenas telhas que tremulam sobre madeira, walkie-talkies sobre rodas de oleiro que ora se aproximam e afastam, produzindo uma sinfonia em feedback, peças que dançam, embatem ou rolam… Uma peça para tocar, espécie de bateria caseira feita de panelas com água, fez as delícias dos mais pequenos (e não só). Todas estas peças foram o resultado de uma oficina dirigida por Nuno Rebelo nas Oficinas do Convento. Musico e artista de currículo impressionante (fez, entre muitas outras coisas, o hino do Expo ‘98), conta que desde sempre se interessou em aumentar a “paleta” dos sons com que se pode fazer música. A música pode definir-se, diz, como a “arte de articulação dos sons”. As “sonosculturas” ligam este repertório sonoro expandido a uma incursão pelo território das artes plásticas. A exposição mostra que é uma intersecção muito fértil.”

    por Gerbert Verheij  , publicado no jornal Folha de Montemor, Novembro 2017

    + informação
  • Exploradores Sonoros

    On: 11/21/2017
    In: Noticias, Oficinas
    Views: 0
     Like
    ECSClA Exploradores Sonoros é uma actividade que acontece desde 2013 sob a orientação de João Bastos (músico/compositor) e Lourdes Morillo (musicoterapeuta). Desde o inicio que a proposta da actividade é adaptada a diversos publicos tendo já acontecido tanto com jovens músicos, como com o público juvenil, infantil, idosos, ou pessoas com deficiencias várias. O público escolhido para este ano foi estudantes de música e grupo de teatro sénior acontecendo em dois locais – Ofiício das Artes (22 Setembro) e Universidade Sénior  (27 de novembro, 4, 11 e 18 de dezembro).
    A Exploradores Sonoros deste ano tem como objectivo abrir os horizontes da Física do Som (Oficio das artes) e promover a exploração musical e sonora (Grupo de teatro da Universidade Sénior).
    + informação
  • Som e Espaço – Oficina de processos colaborativos de criação em Sonoscultura

    On: 10/23/2017
    In: Concertos, Oficinas, Residências
    Views: 0
     Like

    24  Outubro a 4 Novembro

    SonosculturaPela terceira vez na Oficinas do Convento, Nuno Rebelo orientará processos colaborativos.

    É na zona comum entre arte sonora e visual que se situa o território a explorar, onde o objecto plástico se torna ele próprio Som – ou onde o Som se materializa no próprio objecto plástico que produz. Um território com amplas possibilidades de investigação, que pode integrar o vídeo, a performance, o desenho, a instalação, a escultura, a gravação sonora, a música gerada em directo por algum sistema cinético, electrico, electrónico, atmosférico…

    No final da Oficina será apresentado ao público o resultado do trabalho desenvolvido colaborativamente, sob a forma de exposição com eventuais momentos performáticos.

    Um território onde todo o objecto tem som, produz som ou, em silêncio, fala de som.

     

    Oficina de Sonoscultura

    Formador: Nuno Rebelo

    24 a 29 de Outubro

    Convento de S. Francisco e Galeria Municipal de Montemor-o-Novo

     

    Exposição de Resultados

    29 de Outubro

    19:00 – Galeria Municipal

    20:30 – Convento de S. Francisco

    Jantar em regime Mesa Posta

     

    Nuno Rebelo (concerto)

    4 Novembro – 18:00

    Ermida de S. Pedro

    (encerramento do Encontro de Telheiros)

     

     

    Condições de participação:

    – envio de CV e Carta de Motivação para oc@oficinasdoconvento.com

    – pagamento de caução de 20€ (devolvidos no final da oficina. Caso não compareça ou não finalize a oficina, o valor não será devolvido)

    – Alojamento não incluido no valor. Caso pretenda ficar alojado no Convento de S. Francisco deve fazer reserva e o pagamento é de 3€/noite por pessoa (sem roupa de cama)

    Inscrições até 20 de Outubro

    + informação
  • CADÁVER ESQUISITO

    On: 09/29/2017
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

     

    Modelação de figura humana em pequena escala

     

    25 de Novembro

    Centro de Investigação de Cerâmica OCT, Montemor-o-Novo

     

    Formadora

    Liliana Velho

     

    Programa

    10:00 – Jogo surrealista “Cadavre exquis”. Exercícios sobre as proporções do corpo humano; Introdução às pastas cerâmicas e engobes.

    13:00 – Almoço

    14:00 – Modelação de cabeça, tronco e membros.

    18:00 – Fim dos trabalhos

     

    Inscrições

    30€ (10% desconto para socios estudantes e desempregados)

    Máximo 12 participantes

    Inscrições até dia 20 de Novembro para telheiro@oficinasdoconvento.com

     

    cadaver + informação
  • OUVIR A FORMA – CANCELADO!

    On: 09/29/2017
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

    Construção de instrumentos musicais em barro utilizando técnicas artesanais.

    Vasos que assobiam com água, shakers e ocarinas.

     

    14 de Outubro

    Centro de Investigação de Cerâmica OCT, Montemor-o-Novo

     

    Formadores

    Liliana Velho e Sérgio Carronha

     

    Programa

    10:00 – Modelação de assobios e vasos

    13:00 – Almoço

    14:00 – Modelação de shakers e ocarinas; Decoração das peças com engobes

    18:00 – Fim dos trabalhos

     

    Inscrições

    30€ (10% desconto para socios estudantes e desempregados)

    Máximo 12 participantes

    Inscrições até dia 11 de Outubro para telheiro@oficinasdoconvento.com

     

    ouvir_outubro
    + informação
  • OFICINAS DE CERÂMICA

    On: 09/26/2017
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

    Sábados, das 11h às 18h

    CENTRO DE INVESTIGAÇÃO CERÂMICA OCT

    MONTEMOR-O-NOVO

     

    FORMADORES

    Ana João Almeida

     

    PÚBLICO-ALVO

    Público em geral, maiores de 16 anos.

     

    INSCRIÇÕES

    Cada Oficina: 30€

    (10% desconto para sócios, estudantes e desempregados)

    Inscrições até ao Sábado anterior / Mín. 4 participantes / Materiais e fornadas incluídos

    Intervalo para almoço das 13h às 14h / Almoço não incluído

     

    MAIS INFORMAÇÕES

    telheiro@oficinasdoconvento.com

     

    OBJETIVOS

    Conhecer o barro e as suas principais propriedades;

    Aprender as principais técnicas de modelação e decoração;

    Criar peças em cerâmica utilizando a técnica ao serviço da criação;

     

    OFICINA  1 (11 de Novembro)

    11h – Origem e formação do barro. Como identificar e recolher barro no campo. As propriedades do barro. Os engobes naturais.

    14h – Introdução às técnicas de conformação. As ferramentas. Modelação livre. Técnica do maciço ocado. Pintura com engobes.

     

    OFICINA  2   (2 de Dezembro)

    11h – Técnica do rolo. Planos e curvas.

    14h – Técnicas de decoração com engobes: Esgrafitado, reservas, rendilhado.

     

    OFICINA  3   (6 de Janeiro)

    11h – Técnica da lastra. Azulejos artesanais. Realização de um pequeno painel de azulejos.

    14h – Revestimentos. Pintura do painel com engobes.

     

    OFICINA  4   (3 de Fevereiro)

    11h – Técnica da lastra. Colagem. Volumes a partir de planos.

    14h – Técnicas de decoração em relevo: Incisão, colagem, estampagem, empedrado, perfuração. Carimbos.

     

    OFICINA  5   (3 de Março)

    11h – Pastas coradas. O marmorizado. Nerikomi.

    14h – Continuação dos trabalhos.

     

    OFICINA  6   (7 de Abril)

    11h – Reprodução em série. Moldes de gesso: enchimento com pasta e com barbotina. A porcelana.

    14h – Construção de um molde de gesso.

     

    OFICINA  7*   (5 de Maio)

    11h – Moldes de gesso: enchimento com pasta e com barbotina. A porcelana.

    14h – Continuação dos trabalhos.

    *Para participar nesta oficina deverá ter participado na anterior ou trazer moldes de gesso.

     

    OFICINA  8*   (2 de Junho)

    11h – Técnicas de decoração sobre chacota. Minas cerâmicas.

    14h – Estresido (transferência de imagem), Corda seca, Majólica, Minas cerâmicas.

    *Para participar nesta oficina deverá ter participado na anterior ou trazer peças chacotadas.

     

    sabados

     

    + informação
  • CURSO DE CERÂMICA 2017-2018

    On: 09/26/2017
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like

    4ªs FEIRAS, DAS 18h ÀS 20h

    CENTRO DE INVESTIGAÇÃO CERÂMICA OCT

    MONTEMOR-O-NOVO

     

    FORMADORES

    Ana João Almeida

     

    PÚBLICO-ALVO

    Público em geral, maiores de 16 anos.

     

    INSCRIÇÕES

    Mensalidade – 4 aulas: 40€

    (10% desconto para sócios, estudantes e desempregados)

    Inscrições no início de cada mês / Materiais e fornadas incluídos

     

    MAIS INFORMAÇÕES

    telheiro@oficinasdoconvento.com

     

    OBJETIVOS

    Conhecer o barro e as suas principais propriedades;

    Aprender as principais técnicas de modelação e decoração;

    Criar peças em cerâmica utilizando a técnica ao serviço da criação;

     

    APRESENTAÇÃO   (25 Outubro)

    Apresentação do programa.

    Visita guiada aos espaços das Oficinas da Cerâmica e da Terra.

     

    MÓDULO 1 (Novembro)

    8/11 – Origem e formação do barro. Como identificar e recolher barro no campo. As propriedades do barro. Os engobes naturais.

    15/11 – Introdução às técnicas de conformação. As ferramentas. Modelação livre. Técnica do maciço ocado. Barro vermelho (baixa temperatura). Pintura com engobes.

    22/11 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma peça a partir dos conteúdos dados.

    29/11 – Continuação e conclusão dos trabalhos. Acabamentos, brunidura, resinas naturais, ceras e óleos. Secagem, enforna e cozedura.

     

    MÓDULO 2   (Dezembro)

    6/12 – Técnica do rolo. Planos e curvas.

    13/12 – Técnicas de decoração com engobes: Esgrafitado, reservas, manchado, rendilhado, terra sigillata.

    20/12 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma peça a partir dos conteúdos dados.

    27/12 – Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    MÓDULO 3   (Janeiro)

    10/1 – Técnica da lastra. Azulejos artesanais.

    17/1 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de um pequeno painel de azulejos. Lastra e corte. Aplicação de engobe por mergulho.

    24/1 – Revestimentos: Pigmentos, engobes, vidrados. Pintura tradicional alentejana. Pintura do painel.

    31/1 – Continuação e conclusão dos trabalhos. Vidragem do painel.

     

    MÓDULO 4   (Fevereiro)

    7/2 – Técnica da lastra. Colagem. Volumes a partir de planos.

    14/2 – Técnicas de decoração em relevo: Incisão, colagem, estampagem, empedrado, perfuração. Carimbos. Lavagens.

    21/2 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma caixa ou outra peça a partir dos conteúdos dados.

    28/2 – Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    MÓDULO 5   (Março)

    7/3 – Pastas coradas. Elaboração de testes e amostras de cores. O marmorizado.

    14/3 – Nerikomi.

    21/3 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma peça a partir dos conteúdos dados.

    28/3 – Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    MÓDULO 6   (Abril)

    4/4 – Gres, alta temperatura. Os vidrados. Suportes para testes. Minas cerâmicas.

    11/4 – Técnicas de decoração sobre chacota: Estresido (transferência de imagem), Corda seca, Majólica, Minas cerâmicas.

    18/4 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma peça a partir dos conteúdos dados.

    2/5 – Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    MÓDULO 7   (Maio)

    9/5 – Reprodução em série. Moldes de gesso: enchimento com pasta e com barbotina. A porcelana.

    16/5 – CRIAÇÃO: Exercício criativo. Construção de moldes de gesso.

    23/5 – Enchimento de moldes. Continuação e conclusão dos trabalhos.

    30/5 – Enchimento de moldes. Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    MÓDULO 8   (Junho)

    6/6 – Técnicas de transferência de imagens: decalque com carimbos, goma bicromatada, cromolitografia.

    13/6 – CRIAÇÃO: Exercício criativo, realização de uma peça a partir dos conteúdos dados.

    20/6 – Continuação e conclusão dos trabalhos.

    27/6 – Vidragem. Continuação e conclusão dos trabalhos.

     

    EXPOSIÇÃO COLECTIVA   (Julho)

    Apresentação dos trabalhos realizados.

     

    cartaz17-18 + informação