• 12º Conversas à Volta da Luz | 7 Abril | 15h

    On: 03/26/2012
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Estes encontros tiveram início em 2009, com o Programa ‘Da Terra e o Ar’, sob a curadoria de José Manuel Rodrigues (actual curador). Cumprem um importante papel de mobilização de fotógrafos e outros profissionais e apaixonados da área, acabando assim por contribuir para a constituição de uma rede de interessados pela temática da Fotografia. Estes encontros marcaram positivamente a programação da Associação e o seu papel inovador e pedagogo na programação geral da cidade.

    Neste 12º encontro teremos a apresentação de trabalhos e projectos de Fotografia e Curadoria por Filipa Valladares e Paulo Catrica e com apresentação do projecto STET – Livros e fotografia: Uma conversa sobre edições de fotografia, publicações independentes, livros de autor e livros de artista.

    + informação
  • XI Encontro Conversas à Volta da Luz | 4 Fev

    On: 01/23/2012
    In: Conversas
    Views: 0
     Like
    XI Conversas à Volta da Luz
    4 Fevereiro | 15h | Entrada livre
    Convento de S. Francisco
    A Pierre von Kleist editions é uma editora portuguesa especializada em livros de fotografia. Interessa-se por produzir livros que trascendam a qualidade documental normalmente associada ao médium fotográfico. Interessa-se pelas possiblidades artísticas que o livro de fotografia oferece. Produz livros que contenham histórias e que lidem com o mundo de hoje.
    Neste XI Encontro contamos com a presença de dois dos membros da Pierre von Kleist Editions – André Principe e José Cortes.

    15h | Entrada livre

    Convento de S. Francisco

    A Pierre von Kleist editions é uma editora portuguesa especializada em livros de fotografia. Interessa-se por produzir livros que trascendam a qualidade documental normalmente associada ao médium fotográfico. Interessa-se pelas possiblidades artísticas que o livro de fotografia oferece. Produz livros que contenham histórias e que lidem com o mundo de hoje.

    Neste XI Encontro contamos com a presença de dois dos membros da Pierre von Kleist Editions – André Principe e José Cortes.

    + informação
  • 9º Encontro “Conversas à Volta da Luz”

    On: 09/20/2011
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Conversas-a_-Volta-da-Luz-9º


    Sábado, 24 de Setembro | 15H00 às 19H00
    Convento de S. Francisco
    Entrada Livre

    Com a participação das fotógrafas Susana Mendes Silva e Sílvia Rosado.

    Curadoria de José Manuel Rodrigues

    O ciclo de “Conversas à Volta da Luz” assume a forma de diversos seminários e propõe explorar a necessidade de registo e de inscrição no paradigma artístico contemporâneo. Os fotógrafos convidados lançarão o debate, a partir da apresentação dos seus trabalhos ou de temas escolhidos.

    + informação

  • 8º Encontro “Conversas à Volta da Luz”

    On: 07/11/2011
    In: Conversas
    Views: 0
     Like
    Conversas à Volta da Luz 8º

    Sábado, 23 de Julho | 15H00 às 19H00
    Convento de S. Francisco
    Entrada Livre

    Com a participação dos oradores Maria Judite Santos e Pedro Magalhães.

    Curadoria de José Manuel Rodrigues

    O ciclo de “Conversas à Volta da Luz” assume a forma de diversos seminários e propõe explorar a necessidade de registo e de inscrição no paradigma artístico contemporâneo. Os fotógrafos convidados lançarão o debate, a partir da apresentação dos seus trabalhos ou de temas escolhidos.

    PEDRO MAGALHÃES

    Nasceu em 1975 no Porto, cidade onde vive e trabalha.

    A sua prática artística é maioritariamente fotográfica, e tem uma aproximação serial a cada tema.

    As suas últimas séries, e o seu trabalho em processo, desenvolvem-se em torno de práticas amadoras: a palavra amador(a) remete aqui para a pessoa que é apaixonada ou até mesmo obsessiva com uma actividade como a patinagem artística ou car tuning.

    Exposições Individuais:

    2011 “E só quer mais uma canção de amor” – Galeria Nuno Centeno, Porto

    2009 “axel-toe loop-euler-flip” – Galeria Reflexus, Porto

    2009 “lutz-ritberg-euler-salchow” – Galeria Reflexus, Porto

    2008 “Belo Abismo” – A Certain Lack of Coherence”, Porto

    Exposições Colectivas:

    2010 “Private Lives” – Centro Cultural de Cascais, Cascais

    2010 “Absolut Creative House” – Palacete Pinto Leite, Porto

    2009 “Está a morrer e não quer ver” – Espaço Campanhã, Porto




    JUDITE SANTOS

    Maria Judite dos Santos nasceu no Porto, cresceu no Rio de Janeiro e vive em Nova Iorque desde 1975.
    Desde o início da sua carreira que desenvolve um trabalho interdisciplinar e neo-conceptualista, desenvolvendo estruturas e significados de expressão particulares, mantendo-se afastada de qualquer tradicionalismo.
    Explora e usa imagens fotográficas de variadas formas criando metáforas narrativas. É uma constante no seu trabalho conceitos como espaço arquitectural, sítio e contexto, assim como a metáfora, ritual, espaço, materiais, processo e a interligação entre os elementos.
    Desde 1981 que, nas suas instalações, explora pinturas, objectos tridimensionais e fotografia, incorporando som e projecções de imagens.
    Recebeu vários prémios da NYFA, NJSCA, NEA-Mid Atlantic, Fundação Gulbenkian e Fundação Pollock/Krasner, entre outros. Tem exposto intensivamente e em vários locais do mundo desde 1984.
    Para mais informações, http://www.juditedossantos.com

    Maria Judite dos Santos nasceu no Porto, cresceu no Rio de Janeiro e vive em Nova Iorque desde 1975.

    Desde o início da sua carreira que desenvolve um trabalho interdisciplinar e neo-conceptualista, desenvolvendo estruturas e significados de expressão particulares, mantendo-se afastada de qualquer tradicionalismo.

    Explora e usa imagens fotográficas de variadas formas criando metáforas narrativas. É uma constante no seu trabalho conceitos como espaço arquitectural, sítio e contexto, assim como a metáfora, ritual, espaço, materiais, processo e a interligação entre os elementos.

    Desde 1981 que, nas suas instalações, explora pinturas, objectos tridimensionais e fotografia, incorporando som e projecções de imagens.

    Recebeu vários prémios da NYFA, NJSCA, NEA-Mid Atlantic, Fundação Gulbenkian e Fundação Pollock/Krasner, entre outros. Tem exposto intensivamente e em vários locais do mundo desde 1984.

    Para mais informações, http://www.juditedossantos.com

    + informação
  • 7º Encontro “Conversas à Volta da Luz”

    On: 04/13/2011
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Conversas-à-Volta-da-Luz-web (2) - Cópia

    Oradores:
    Luísa Ferreira, “Paisagens Interiores”
    José Ceia Leitão e Pedro Gil, “Nas Margens”

    23 de Abril de 2011, 15H – 19H

    Convento de S. Francisco | Montemor-o-Novo

    Luísa Ferreira (Lisboa, 1961)

    Iniciou-se em Geografia, trocou o curso pela fotografia. Começou a fotografar profissionalmente em meados dos anos 80 e em 1989 integrou a equipa de fotojornalistas fundadores do jornal Público. Interrompeu a actividade diária de fotojornalista em 1998, após trabalhar sete anos no jornal diário Público e dois anos na agência de notícias norte-americana Associated Press. Continua a colaborar com a imprensa. Expõe individualmente com regularidade desde 1989, desenvolvendo projectos pessoais e trabalhos de encomenda. Foi Primeira Escolha nos Recorridos Fotográficos da ARCO98 (Madrid) com Éter. Fotografou escritores Portugueses para a representação de Portugal nas feiras do livo de Frankfurt (1997) e de Paris (2000). Integrou a exposição Au Féminin. Women Photographing Women 1849-2009, com Curadoria de Jorge Calado, no Centre Culturel Calouste Gulbenkian de Paris em 2009. Em 1994 iniciou Há quanto tempo trabalha aqui?, fotografias de médio formato sobre as lojas antigas de Lisboa e as pessoas que as habitam, exposto no Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa em 2005; em 2010 integra a exposição Res Publica 1910 e 2010 face a face, na Fundação Calouste Gulbenkian, com uma selecção de lojas com aproximadamente 100 anos. Realizou projectos com características diversas, como fora de jogo, 40.000 postais de campos de futebol sem relva, bancadas ou iluminação, enviados durante o Euro2004, no âmbito do Arte em Campo do Instituto das Artes. Expôs Capitão Goma, fotografias dentro de almofadas insufláveis sobre o mundo das crianças, na Casa d’Os Dias da Água em 2003. Inaugurou o Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz com As crianças são o nosso espelho e Luz para as Abadias em 2002. Em 1993 expôs 110 polaroids, ampliados para 70x70cm, dentro de 33 contentores no Armazém AB do Porto de Lisboa, ao Jardim do Tabaco, com Os objectos já não têm cores/mas as sombras dos objectos têm as cores deles/um amigo meu/que tem a chave das docas/também pensa assim (Picabia). Fez um levantamento fotográfico sobre a Ciência em Portugal para a constituição de um banco de imagem para o Observatório das Ciências e Tecnologias/Ministério da Ciência e Tecnologia entre 1999 e 2002. Expôs nos Encontros de Imagem de Braga nos anos 1994, 1995 e 1996 e nos Encontros de Fotografia de Coimbra em 1994. Participou em várias exposições individuais e colectivas em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Escócia, Bélgica e Alemanha. Está representada em diversas colecções nacionais e estrangeiras. Publicou, entre outros, o livro Azul (2002) sobre os não-lugares, com texto de Agustina Bessa-Luís. É professora convidada no IADE, (desde 1996), ETIC, Escola Técnica de Imagem e Comunicação (desde 1998) e na Escola Superior de Design (desde 2007). Licenciada em Fotografia e Cultura Visual pelo IADE. Actualmente prepara o Mestrado em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Fotografia. Fotógrafa independente, vive e trabalha em Lisboa.

    Pedro Gil (Luanda, 1967)

    Fotografa desde 1975. Iniciou a sua formação académica em Fotografia com o Plano de Estudos Completo, do Ar.Co, em 1986. Em 1989, ao participar no workshop Fotografia Estenopeica, leccionado por Manuel Miranda nos 10º Encontros de Fotografia, em Coimbra, inicia o seu percurso na fotografia estenopeica. Em 2009, concluiu a Licenciatura em Fotografia e Cultura Visual, no IADE e, no ano seguinte, a Pós-Graduação em Estudos de Fotografia. Expõe regularmente fotografia e vídeo. Entre as exposições em que participou, e diversas vezes o fez com fotografia estenopeica ou zone plate, destaca-se a sua participação (desde a 4ª edição em 2004) nas Worldwide Pinhole Photography Day Exhibition. De referir também Iniciativa X, na Galeria Arte Contempo, em Lisboa (nas diversas edições entre 2005 e 2010); 09 Projectos 2005, inserida na LisboaPhoto (2005); VI Bienal de Fotografia/03, na Moita (2003); Mostra de Artes Plásticas do Festival X2, em Cacilhas (1996) e Jovem Fotografia Portuguesa, exposição itinerante na URSS (1990). Os seus vídeos, também alguns executados com recurso a zone plate ou estenopeicos, foram exibidos em diversas mostras e festivais, salientando-se a sua presença em Panorama – 2ª Mostra do Documentário Português, no Cinema S. Jorge em Lisboa (2008), Festival de Performance e Artes da Terra – Escrita na Paisagem, em Évora (2006) e nas edições 2005 e 2006 dos Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia de Avanca.

    José Ceia Leitão (Portalegre, 1964)

    Nasce em Portalegre no alto Alentejo. Com o curso da escola de superior de cinema é operador de som em televisão e cinema onde destaca a sonoplastia da serie “Portugal Natural”, o docudrama “Josefa de Óbidos” e o trabalho com a empresa de produção de televisão e cinema “Filmes da Rua”. É também professor de som no curso de Comunicação Audiovisual na Escola Secundária Artística António Arroio. É Técnico de Cinema especializado em Som para vídeo e cinema, tendo participado nas seguintes produções:

    Série de televisão “Musicais do Sudoeste” Operador de som1985

    Filme longa metragem “Em Obsessão” Montagem 1986

    Filme longa metragem “O Bobo” Operador de som 1986

    Série de televisão “A mala de cartão” Montagem de som 1987

    Série de televisão “Portugal de faca e garfo” Operador de som 1990

    Filme  longa metragem “O Sangue” assistente de som 1992

    Filme longa metragem “Fábula em Veneza” Montagem 1993

    Série de televisão “Historia Natural” Montagem de som e sonoplastia 1994

    Filme média metragem “Josefa de Óbidos” assistente de montagem 1994

    Filme longa metragem “Abstracto” Montagem de som 1993

    Filme média metragem “À Procura do KWATT” Montagem de som 1994

    Filme média metragem “Lisboa Enquanto é tempo” Montagem de som 1995

    Filme média metragem “O homem da Bicicleta” Montagem de som 1998

    Filme curta metragem “Cartomancia” Som e montagem 1996

    Filme curta metragem “Educação Moral e Cívica” Som e montagem 1999

    Filme curta metragem de animação “A Bola” operador de som 2001

    Som do video-teatro “A Barca do Inferno” operador de som 2002

    Filme curta metragem de animação “Os Solhas” operador e montagem de som 2002

    Filme curta metragem “Os pescadores do tractor” operador e montagem de som 2003

    + informação
  • VI Encontro de “Conversas à Volta da Luz”

    On: 11/11/2010
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Sábado, 27 de Novembro | 15H00 às 19H00
    Convento de S. Francisco
    Entrada Livre

    Com a participação dos oradores Cláudia Fischer, Paulo Catrica e Manuel Sendon.

    O ciclo de “Conversas à Volta da Luz” assume a forma de diversos seminários e propõe explorar a necessidade de registo e de inscrição no paradigma artístico contemporâneo. Os fotógrafos convidados lançarão o debate, a partir da apresentação dos seus trabalhos ou de temas escolhidos.

    Conversa-à-Volta-da-Luz FINAL + informação
  • Conversas à Volta da Luz – 5º Encontro | 18 Setembro

    On: 09/15/2010
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Neste sábado propomos mais uma Conversa à Volta da Luz, à volta da fotografia, da escrita, da edição e das formas de registo. Um debate, uma troca de experiências, uma reflexão, uma aprendizagem.

    Connosco estarão José Maçãs de Carvalho (comissário e fotógrafo), Emília Tavares (curadora do Museu do Chiado) e José Luís Neto (fotógrafo), para além do curador destes encontros, José Manuel Rodrigues.

    Contamos com a vossa presença.

    Conversa-à-Volta-da-Luz

     

    + informação
  • 4º ENCONTRO CONVERSAS À VOLTA DA LUZ

    On: 04/20/2010
    In: Conversas
    Views: 0
     Like

    Assume a forma de seminário propõe explorar a necessidade de registo e inscrição no paradigma artístico contemporâneo, para os quais foram convidados dois fotógrafos. Cada deverá fazer exposições sobre a sua obra.

    Autores Convidados:

    André Cepeda, Fotógrafo

    Nasceu em Coimbra em 1976, e actualmente vive e trabalha no Porto. Entre 1991 e 1994 colaborou com os Encontros de Fotografia de Coimbra, ingressando depois no curso de fotografia da École des Art d’Ixelles de Bruxelles (1995-1996). De regresso a Portugal, Cepeda trabalhou como técnico no laboratório e departamento de digitalização do arquivo fotográfico do Centro Português de Fotografia no Porto (1997-1999). Também passou por “La chambre Noire”, Paris, (1998) onde estudou técnicas de impressão com Guilhaume Geneste. Em 2002, foi convidado a participar num workshop para jovens fotógrafos, ASEF, Singapore. De 2003 a 2006 foi responsável pela digitalização e tratamento de imagens no projecto www.anamnese.pt e em 2006 fundou o Blues Photography Studio. Desde o período em que Cepeda era um artista em residência no Espace Photographique Contretype em Brussels (1999) que o seu trabalho tem sido exibido regularmente. Em 2001 recebeu duas encomendas: a primeira do programa do Porto 2001 – Capital Cultural Europeia, através do Centro Português de Fotografia/MC; e a segunda dos Encontros da Imagem, através do Museu da Imagem de Braga. Recebeu uma bolsa do Centro Nacional de Cultura em 2002 e, em 2003, foi convidado a participar num projecto de residências artísticas da Galeria António de Arte Contemporânea António Henriques. Em 2007 foi seleccionado para o Prémio EDP – Jovens Artistas.

    Rui Prata, Comissário dos Encontros da Imagem (Braga)

    Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (1980). Exerceu a docência no Ensino Secundário (1980-1998) onde desempenhou também vários cargos directivos e pedagógicos. Pós-graduação em Estudos Artísticos na Escola Superior Artística do Porto (2002-2003). Mestre em Estudos Museológicos e Curadoriais pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Ao longo da sua carreira proferiu várias conferências e comissariou diversas exposições de fotografia em Portugal e no estrangeiro. Tem participado, enquanto júri, na atribuição de prémios e bolsas no âmbito da fotografia, nomeadamente, Mois de la Photo de Paris e Montreal, Arles, Fotobienal de Vigo, Mês da Fotografia de Moscovo, Primavera Fotográfica de Barcelona, entre outros. É co-fundador dos Encontros da Imagem de Braga, dos quais é o actual director. Profissionalmente, exerce o cargo de director do Museu da Imagem de Braga.

    José M. Rodrigues, Fotógrafo e Curador destes encontros

    Esta acção dá continuidade ao trabalho desenvolvido pela Associação Oficinas do Convento e também a uma série de Encontros informalmente realizados entre fotógrafos, tais como Gerard Castello-Lopes, Duarte Belo  e José M. Rodrigues. Ao promover estes seminários a associação pretende alargar esses Encontros a um público mais vasto. Os autores irão expor o seu trabalho, investigação, abordando metodologias processuais de pesquisas e aspectos técnicos de concretização da arte final.

    Este Ciclo segue a linha de anteriores ciclos de conferências intitulados “Conversas à Volta de …” promovidos por esta associação, tais como “Conversas à Volta dos Conventos”,  “Conversas à Volta da Terra”,  “Conversas à Volta de Rio”,  “Conversas à Volta do Espaço”, entre outras, contando com a presença de especialistas das diferentes áreas de investigação abordadas. Espaço de debate, troca de experiências e actualização de conhecimentos.

    + informação