• Residência Artística “1432cm3″

    On: 04/15/2019
    In: OCT, Residências
    Views: 0
     Like

    Thomas Flores, o vencedor da segunda edição do concurso de Residências Artísticas Brick, vai desenvolver, em residência na Oficinas do Convento o seu projecto “1432cm3″.

    thomas flores1432CM3 é um projecto que visa adoptar uma atitude disruptiva e animada do processo de construção do tijolo, abanar o seu pragmatismo e a sua razão de ser através do encontro com outras formas de moldar o elemento do tijolo, para o aplicar a novos funcionamentos no campo do design de mobília e nos objectos do dia-a-dia. Contudo, o projecto pretende manter as técnicas de produção ligadas ao tijolo (peças independentes ligadas pelo cimento).

    Dessa forma, é em simultâneo uma arte e um projecto de design. Por um lado baseia-se na pesquisa técnica para encontrar novas aplicações, e por outro lado, esta pesquisa serve o objectivo absurdo de construir objectos que parecem ter esquecido a sua razão de construção.

    O projecto está dividido em duas fases: uma para experimentação e outra para produção.

     

    + informação
  • Oficinas para Grupos

    On: 01/08/2019
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     Like
    GruposOCT

     

     

    O principal objectivo destas oficinas é articular os conteúdos escolares ou pedagógicos com um pensamento plástico, estimulando a criatividade e a expressão através do contacto com a matéria cerâmica e os seus processos.

    O tema de cada oficina é adaptado ao programa que o professor ou orientador pretende desenvolver com o grupo e as oficinas são dirigidas e adaptadas a diferentes grupos e faixas etárias e organizadas consoante as suas necessidades e interesses.

     

    Oficina de Modelação livre

    Modelar o barro. Exploração plástica do material cerâmico.

     

    Oficina de Modelação temática

    Pensar com as mãos. Criação plástica adequada a um projecto específico.

     

    Oficina de Microformatos e cozedura em fogueira

    Aprender o elementar. Modelar miniaturas e cozê-las logo a seguir.

     

    Oficina de Vasos e taças

    Os objetos utilitários. Modelação com a técnica do rolo.

     

    Oficina de Azulejos

    Trabalhar em coletivo. Realização de um painel de azulejos e pintura com engobe.

     

    Oficina de Apitos de barro

    Apitos de barro.

     

    Antes da oficina realiza-se uma visita guiada ao Telheiro da Encosta do Castelo, onde são explicados os processos artesanais que aqui se realizam, como a produção de pastas cerâmicas e materiais de construção; é também explicado o que é o barro, como se formou e como o encontramos no seu estado natural; outros processos relacionados com o barro e as várias possibilidades de cozeduras em fornos de lenha podem ser explicadas, consoante o interesse do grupo.

     

     

    Inscrições

    Dias úteis: 110€/Grupo

    Fins de semana: 150€/Grupo

    Duração da oficina: 3 horas

    Limite 30 participantes

    Inclui 15 kg de barro e cozedura das peças

     

    Mais informações

    telheiro@oficinasdoconvento.com

    + informação
  • Oficina – Loiça à Nossa Medida

    On: 01/02/2019
    In: OCT, Oficinas
    Views: 0
     1

    Oficina Loiça à Nossa Medida

    19 e 20 de Janeiro | 9 de Fevereiro 2019

    Centro de Investigação de Cerâmica OCT

     

    Oficina-Loica-a-nossa-medida 19 e 20 Janeiro – Roda de Oleiro e Moldes de Gesso

    10h-18h

    Aprender a fazer loiça utilitária a partir dos dois métodos mais utilizados: roda de oleiro e enchimento de moldes de gesso. Vamos também aprender a fazer moldes de gesso.

     

    9 de Fevereiro – Decoração e Vidragem

    10h-18h

    Conclusão das peças realizadas com a técnica de vidrar e aplicação de métodos de decoração e pintura como carimbos, majólica, entre outros.

     

     

     

    Inscrições: 45€           telheiro@oficinasdoconvento.com

    Inclui os 3 dias, materiais e cozeduras

    Alojamento (de 19 para 20 de Janeiro)

    Não inclui almoço/existe cozinha no atelier

     

    Formadores: Equipa OCT

    Nº mínimo de participantes: 10 pessoas

    Nº máximo de participantes: 12 pessoas

    + informação
  • Exposição “Anatomia Regional” na Galeria Municipal

    On: 12/10/2018
    In: Exposições, OCT
    Views: 0
     Like

    Exposição “Anatomia Regional” de Eduardo Freitas

     De 15 Dezembro a 11 Janeiro

    Galeria Municipal, Montemor-o-Novo

     

    Cartaz-exposicao-web

    Até dia 11 de Janeiro a Exposição “Anatomia Regional” de Eduardo Freitas ficará patente na Galeria Municipal de Montemor-o-Novo, de Terça a Sexta, das 10h às 12h e das 15h às 17:30h. As obras expostas foram desenvolvidos ao longo da Residência “Anatomia Regional”, inserida no concurso  Tradição><Contemporâneo, que teve lugar no passado mês de Setembro na Oficinas do Convento.

    Este projecto baseou-se em dois conceitos principais: “o corpo e a Tradição do Alentejo” e como forma de investigar o tema corporal, o artista materializou imagens da anatomia humana, como os órgãos, ossos e sons do organismo. Já os aspectos do Alentejo foram representados pelos seus elementos culturais, materiais e valores históricos, como o pão, o cante alentejano e as relações sociais concernentes a essa região.

     

    + informação
  • Residência Artística “Wearing bricks – a body landscape”

    On: 12/04/2018
    In: OCT, Residências
    Views: 0
     Like

     

    Residência Artística “Wearing bricks – a body landscape”

    project-outline-009Inicia-se hoje a Residência Artística “Wearing bricks – a body landscape” de Cristina Gallizioli e Marco Ferrari, que se vai dividir em duas fases. A primeira fase vai decorrer entre os dias 3 e 10 de Dezembro de 2018, enquanto que a segunda fase terá lugar no início do próximo ano.

    Este projecto insere-se no concurso de Residência Artística do Tijolo,  onde a abordagem ao Tijolo vai ser o ponto fulcral no desenvolvimento deste trabalho e vai consistir na instalação de pequenos tijolos, para criar estruturas arquitectónicas em torno do corpo como se este se tratasse de uma paisagem. A instalação transforma-se numa performance através da presença da figura humana, da mesma forma que os artistas vão usar os projectos dos pequenos tijolos  na criação de um cenário para as suas histórias tomarem lugar.

    Segundo os artistas, o projecto é uma experimentação da imaginação, da mesma forma que estará aberto para discussão e receptivo a ideias no que diz respeito ao uso de pequenos tijolos no design, na arquitectura, na produção de detalhe e objecto, como forma de tirar proveito da modularidade e das características tácteis do tijolo.

     

     

     

     

     

    + informação
  • Manual de Iniciação à Cerâmica

    On: 11/12/2018
    In: OCT, Publicações
    Views: 0
     Like

    Manual de Iniciação à Cerâmica

     

    capafrenteA segunda tiragem do Manual de Iniciação à Cerâmica, de Ana João Almeida já está disponível e pode ser adquirido em vários espaços como:

    Centro de Investigação de Cerâmica OCT, Montemor-o-Novo

    Convento de São Francisco (Oficinas do Convento), Montemor-o-Novo

    Casa Viana, Lisboa

    Saber Fazer

     

    Mais informações para: telheiro@oficinasdoconvento.com

     

     

    + informação
  • Nu Ta Fazi

    On: 10/15/2018
    In: OCT, Oficinas, Projectos, Residências
    Views: 0
     Like

    Nu Ta Fazi

    Olaria de Cabo Verde em Portugal

     

    Setembro / Outubro de 2018

    Mestras Convidadas :

    Oleiras: Isabel Mendes Semedo e Edna Sanches Varela(Ângela)

    Centro de Artes e Ofícios de Trás os Montes, Município de Tarrafal de Santiago, Cabo Verde

     

    cartaz-etnoceramica-logos-WEB

    O presente projeto, que decorrerá entre 27 de Setembro e 29 de Outubro, tem o propósito de promover a aprendizagem das artes e dos saberes locais, em especial da olaria, contribuindo para a revalorização de comunidades e dos seus valores culturais, compreende uma estreita cooperação entre o meio ambiente e a criação de valor artístico, económico e social. É, neste âmbito e com o objectivo de promover trocas e conhecimento na área das artes tradicionais, potenciando a tomada de consciência dos valores identitários, estimulando a inovação e criatividade.

    Divulgar e valorizar os saberes tradicionais ligados à olaria caboverdiana, numa lógica de partilha de experiências e trocas culturais, envolvendo artistas, artesãos e todos os interessados.

    A formação é dada pelo método de aprendizagem tradicional, transmissão directa mestre aprendiz e aprender – fazendo.

    12, 13 e 14 de Outubro
    Nu Fazi Cunda e Poti e outras coisas de barro

    Oficina orientada por Isabel Semedo e Edna Varela, duas oleiras de  Trás os Montes no Tarrafal de Santiago, e pela escultora Virgínia Fróis

     

     

     

     

     

    27 de Outubro
    Nu Ta Quema todas as coisas de barro
    Cozedura das peças em Soenga

    28 Outubro
    FESTA É REBENTOLA…
    Encerramento em regime de Mesa Posta com uso das criações de barro das oficinas nas 3 cidades nos potes e pratos de barro.

    Cachupa e sopa da panela no lume de chão, doces das 3 cidades portuguesas, SERENATA de fusão concertinas e cante.

    Inscrições 60€
    (inclui almoço e festa de encerramento)

     

     

     

     

     

    + informação
  • Residência Artística “Anatomia Regional”

    On: 09/17/2018
    In: OCT, Residências
    Views: 0
     Like

    Projeto-Eduardo-Freitas-1-009Eduardo Freitas, o vencedor do Concurso da Residência Artística Tradição >< Contemporâneo, vai desenvolver na Oficinas do Convento, de 17 de Setembro a 17 de Outubro, o seu projecto denominado de “Anatomia Regional”, onde abordará dois conceitos principais: “o corpo e a Tradição do Alentejo”. Para investigar o tema corporal vai materializar imagens da anatomia humana, como os órgãos, ossos e sons do organismo. Já os aspectos do Alentejo serão representados pelos seus elementos culturais, materiais e valores históricos, como o pão, o cante alentejano e as relações sociais concernentes a essa região.

    Para a realização dos trabalhos, o artista vai utilizar fundamentalmente a técnica de cerâmica e dispositivos sonoros. Dessa maneira, os objetos executados apresentarão diferentes linguagens artística – escultura, objeto, instalação sonora, entre outras –, resultando numa produção híbrida, que aproxima recursos atuais e técnicas tradicionais, ou seja, a cerâmica e medias digitais. Sendo assim, tenciona-se uma reflexão crítica sobre os sistemas do corpo humano diante do sistema sociocultural do alentejano.

     

    Biografia do Artista:

    Eduardo Freitas nasceu a 2 de Maio de 1990, em Ponta Grossa, Brasil. Em 2017 decidiu vir para Portugal na expectativa de encontrar novos estímulos e impulso criativo para a sua produção artística. Reside em Évora desde então.

    Quanto à sua formação, e, 2014 especializou-se em Poéticas Visuais pelo programa de pós-graduação da Escola de
    Música e Belas Artes do Paraná – UNESPAR / Brasil; Em 2012 licenciou-se em Escultura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná -UNESPAR / Brasil; e em 2017 realizou o Mestrado em Práticas Artísticas em Artes Visuais – Universidade de Évora / Portugal.

    + informação