• Le Singe Blanc

    On: 05/18/2018
    In: Concertos, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    18 Maio 2018 – 22:00

    Oficinas do Convento

    Singe-Blanc_Cartonnerie_Reims_2018You haven’t heard the last of the albino ape, who has undergone a further mutation.
    Still armed with two basses and a sharp sense of the absurd, LSB is back on stage with a new drummer/singer and some bright new songs.
    More joyful and up for it than ever, you’ll love its bouncy psyche noise (you’re even allowed to dance). You can’t be serious when you’re seventeen!

     

    websites
    http://lesingeblanc.org/
    http://lesingeblanc.bandcamp.com/
    https://www.facebook.com/pages/Le-Singe-Blanc/236732886342294

    labels
    http://www.redwig.org/releases/
    http://moncul.org
    http://whosbrain-records.com/wp/
    http://www.aredje

    Contribuição para os músicos – 3€

    + informação
  • Auéééu Teatro – “9 Anos Depois”

    On: 05/16/2018
    In: Espectáculos
    Views: 0
     Like

    Auéééu Teatro – “9 Anos Depois”

    31 Maio | 21:30h

    Oficinas do Convento

     

    jgdg

    No dia 31 de Maio 2018, em programa OFF do XI Encontro Nacional de Marionetas de Montemor-o-Novo, os Auéééu Teatro apresentam o espectáculo ‘9 Anos Depois’ (um acolhimento do Projecto Ruinas).
    M/16

    + informação
  • Concerto SPACEBOP – Quinteto Jazz

    On: 05/07/2018
    In: Concertos, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    2 Junho 2018 – 18:30

    SPACEBOP QUINTETO JAZZ

    (inserido no programa Off do Encontro Internacional de Marionetas)

    Oscilações espaciotemporais e dinâmicas com rostos humanos

    31924934_10155165094041230_4018797385583951872_nBenoit Crauste, criador e saxofonista de Monkuti regressa a Portugal com o seu novo Projecto Space Bop, partindo em busca de uma brecha no espaço-tempo para vencer o Algoritmo.

    Supremos e aniquiladores dos seus exércitos de robots impiedosos vindos do futuro, cinco improvisadores reunidos em torno de temas emancipadores convocam os espíritos da “New Thing” e propagam uma música interactiva, por vezes lírica, doce ou bárbara, periclitante, sempre com rostos humanos.

    Cinco talentosos improvisadores aprofundam uma fenda que se situa entre a homenagem aos heróis (Ornette Coleman, Paul Motian, Jackie Mc Lean, Eric Dolphy), as improvisações livres e as composições de membros da banda. Uma música para captar no fogo do instante, fresca e sem concessões!

    Aproveitando a passagem por Portugal, Space Bop convida desta vez o saxofonista português Francisco Andrade para este concerto.

    + informação
  • Lucifer’s Ensemble + H04

    On: 04/30/2018
    In: Concertos, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    5 de Maio 2018 – 22:00

    Oficinas do Convento

    a3 baixoPela terceira vez (2015 e 2016), Lucifer’s Ensemble residem na Oficinas do Convento e apresentam-nos mais um espectaculo musica performance e desta vez trazem mais uma surpresa – H04
    Saibam tudo sobre Lucifer’s Ensemble

    Lucifer’s Ensemble em 2016 na Oficinas do Convento

     

     

     

     

     

     

     

    live 01H04
    H04 é o nome sob o qual André Trindade actua com instrumentos da sua autoria, modificados por ‘circuit bending’. Este processo consiste na procura de novas ligações possíveis nos circuitos de instrumentos eléctricos com o intuito de sintonizar a sua ‘voz’ própria – aquela que se esconde por detrás das opções de som pré-definidas de cada objecto. O resultado é uma amplitude de sons imprevisíveis e viscerais, que AT trabalha para formar texturas ásperas e cruas, modeladas através de ecos cavernosos. Este processo é espelhado na produção visual desenvolvida por Trindade com colagens e fotocópias, que igualmente avança em direcção ao cerne da máquina (uma fotocopiadora avariada, herdada de uma sociedade arqueológica). André Trindade é artista visual (Escultura/FBAUL; Programa de Estudos Independentes/Maumaus) e co-fundador da editora de cassettes URUBU e NOSTROMO, dedicada à música experimental de vários espectros.

    https://www.facebook.com/urubutapes/
    https://urubutapes.bandcamp.com
    http://nostromo1999.limitedrun.com/

    + informação
  • Antez – Continuum + Percepção e Interpretação

    On: 02/01/2018
    In: Concertos, Espectáculos, Oficinas
    Views: 0
     Like

    16 fevereiro – Continuum

    Continuum é um projecto de percursão que se iniciou pelo uso de pratos, mas faridamente Antez começou a usar qualquer tipo de objectos que encontra. Os Continuums têm texturas sonoras incomuns que testam os limites da nossa percepção. Estes sons evocam a contenção, o excesso, a imersão e a itemporalidade.

    Antez apresentou um Continuum na Oficinas do Convento em Fevereiro 2016 

    Contribuição para o músico > 3€

     

    17 Fevereiro – Percepção e Interpretação – Oficina de Som

    Percepção e Interpretação é uma Oficina de Som, aberta a todos por uma tarde. Jogos e métodos pedagógicos simples estimulam as funções cognitivas dos participantes a diversos niveis. Conjuntos de objectos e dispositivos simples  serão instalados para observar e explorar as bases cognitivas dos participantes. Estes processos de participação e exploração partilhada são marcados por momentos de trocas, introspecção e aprendizagem. Na performance do dia anterior, os participantes poderão mergulhar no inicio de um caminho a percorrer em conjunto.

    Participação > 10€ – inscrições para oc@oficinasdoconvento.com

    caraz-ANTEZ + informação
  • OSWALDOVI + Scentographers

    On: 10/30/2017
    In: Concertos, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    10 Novembro | 24h | Music Café

    > Entrada Livre <

    poster-004Oswaldovi (cz+it)  é um duo checo/italiano formado por Andrea Rottin e Kate?ina Malá.

    O seu som é uma mistura de psychedelic rock e Tuareg blues, South European folklore e spaghetti western soundtracks. O uso das vozes traduz-se numa pesquisa do equilibrio entre a experimentação vocal e de uma abordabem tradicional de canto coral

    Na abertura e a acompanhar o concerto contamos também com projecções de Scentographers (Sara Montin e Paolo Moretti), um projeto que tenta gravar e armazenar momórias de odor em vídeo.

     

    Oswaldovi:

    https://youtu.be/qKWe3r_rKT8

    https://youtu.be/tag0ezfOmJ4

    https://youtu.be/aWqPEZKg1P8

    https://www.facebook.com/oswaldoviband

    Scentographers:
    http://scentographers.com/

    + informação
  • O

    On: 06/30/2017
    In: Cidade Pre0cupada, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    performance | cine-teatro Curvo Semedo | 6 Julho | 22:00

    bolhas panoramicas

    de Eva Baudry com Giorgio Gristina e Sara Zita Correia

    Existe um espaço aquático onde te encontras como testemunha e com o qual te apercebes que estás fisicamente implicado. Surgem dúvidas sobre a tua própria consistência.
    Será que os perímetros que te distinguem desta matéria húmida não são líquidos ?

    Este projeto inspira-se na co-habitação da água com o corpo humano. Através da criação de um espaço sensitivo, destaca-se a fusão entre o corpo e a água, na medida em que ambos são matérias vivas, fluídas, em metamorfose. Cria-se um lugar de encontro, com perímetros indecisos, onde se transformam os elementos envolvidos através das suas qualidades lábeis e dúcteis. Tocar neste ponto de junção, revelar a possibilidade de o corpo ser água e a água ser um corpo.

    Trabalhei, em colaboração com Giorgio Gristina e Sara Zita Correia, a construção desta performance/instalação sonora, com o intuito de proporcionar ao público uma viagem num espaço escuro, de onde surgem sons e imagens. Compor, a partir das manifestações visuais e sonoras, dos corpos e dos líquidos, uma experiência sensitiva que irá adaptar-se a cada espaço onde for apresentada.

    Um site-specific que será apresentado no Reservátorio da Patriarcal, pertencente ao Museu da Água, em Setembro 2017.

    Mais tarde, adaptaremos a peça a um outro espaço, na cidade de Montemor-o-Novo, no contexto do festival Cidade PreOcupada.

    com o apoio de Fundação Calouste Gulbenkian 

    entidades parceiras

    logos_o

    + informação
  • Darkroom, 7,51€ for an Italian Flag

    On: 06/30/2017
    In: Cidade Pre0cupada, Espectáculos
    Views: 0
     Like

    performance | convento de S. Francisco | 7 julho | 21:30

    M3 copiaA “darkroom” é a sala do presente, um espaço completamente amorfo, excepto para a tricolor italiana que domina a cena e circunscreve os limites geográficos da história se vos será contada.
    É assim que a dona de casa, o neonazi ou o trabalhador ganham a vida: as suas histórias, num balanço entre resignação e contradição, preenchendo o espaço que já não está vazio e construindo o mosaico da crise económica e espiritual, onde o absurdo e o provável se misturam, distorcendo comportamentos e valores de referencia sobre os quais se baseia o senso comum.

    com Marco De Meo
    Luz e VJing Bruno Perosa
    Produzido por Elektromove | visual and performing art

    FACEBOOK

    + informação