Residência Artística Nadia and Raphaël

pt

 

Residência Artística Nadia e Raphaël na Oficinas do Convento

De 29 de Novembro a 5 de Dezembro

Improvisação em música e dança

 

nadia e raphaelNadia e Raphaël começaram a trabalhar juntos em 2017 na Malásia, no sexto No Borders Project, uma performance colaborativa em residência. Criaram o seu primeiro dueto baseado na improvisação e na dança: dueto, apresentado em Kuala Lumpur Performing Art Center, em Janeiro 2018.

Estão agora a desenvolver uma nova peça baseada na improvisação através da questão da inspiração e da influência. O que é que me afecta enquanto danço? De que forma confio no meu parceiro, na audiência e nos meus sentidos? De que forma é que o ambiente, o cheiro, a luz, os sons, transformam a dança criada por nós?

A sua investigação foca-se na qualidade da presença. a sua intenção é convidar a audiência a mergulhar nesta qualidade com eles, para sentir a experiência colectiva efémera ao qual eles chama de performance. Querem ligar esta investigação com a natureza e os seus sons, luzes e cheiro. É por isso que têm a intenção de convidar a audiência a gostar da música e da performance de dança num espaço aberto.

 

Biografias

Nadia Funes

Nasceu na Argentina, em 1981 e vive agora no Brasil. Instrutora de Yoga e Acroyoga, Nadia Funes actuou como educadora e performer na investigação da consciencialização do corpo nas áreas de Improvisação de Contacto, Body Music e técnicas circenses há mais de 13 anos. Começou os seus estudos nas áreas performativas em 1998 e deixou o seu país em 2006 com o objectivo de expandir o seu conhecimento através de culturas mundiais, acreditando na integração das artes com o caminho espiritual. Viajou enquanto performer na Europa e na América Latina, viveu 3 anos na Ásia onde aperfeiçoou os seus estudos espirituais e graduou-se em terapias Thai. Actualmente vive no Brasil onde dá cursos, assistência Thau e apresentações de performances na AguaTai e no núcleo Conexão Tailandia, onde, constantemente, lhe é providenciado melhores técnicas que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e relações, honrando os pilares do amor, respeito, aceitação e alegria. Hoje em dia é uma das professoras do movimento AcroContacThai em São Paulo, Brasil.

Trabalha com especial atenção com Tok Sen e terapia Thai Yoga.

 

Raphaël Holt

Nasceu em 1987, em França e vive actualmente em Paris. Raphaël Holté um improvisador, cineaasta e impulsionador. Em 2011 graduou-se na Escola Francesa de Filme Nacional Louis Lumière, onde escreveu a sua tese sobre a improvisação no cinema. É aí que começa a desenvolver a sua própria linguagem em ficção, realizando curtas metragens usando improvisação colectiva e “open scores”. Raphaël continuou a aprender enquanto assistente em filmes realizados por Woody Allen, Yves Angelo, Fernando Meirelles e Michel Gondry em Paris e Nova Iorque.

De 2012 a 2014, em residência no Estúdio de Arte Contemporânea Le Fresnoy, integrou dança com cinema através da práctica filmica e performance. Explorou o movimento através da improvisação e improvisação de contactp com Karen Nelson, Tal Avni, Malcolm Manning e Vangelis Legakis.

Desde 2015, Raphaël tem dançado, viajado e filmado em vários projectos trasnpondo o ritual, a performance e o film na América do Sul, Ásia e Europa.

 

en

Artistic Residency Nadia and Raphaël in Oficinas do Convento

From the 29th of November until the 5th of December

Improvisation in music and dance

 

nadia e raphaelNadia and Raphaël started to work together in 2017 in Malaysia, within the 6th No Borders Project, a collective-performance residency. They created their frst duet based on improvisation and dance : dueto, presented in Kuala Lumpur Performing Art Center in January 2018.
They are now developing a new piece based on improvisation through the question of inspiration and affect. What does affect me when I dance ? How do I rely to my partner, to the audience, to my senses ? How the environment, the smell, the light, the sounds transform the dance we create together ?
Their research is focused on the quality of presence. Their intention is to invite the audience to dive into this quality with them, to feel the collective ephemere experience they call performance.
They want to connect this research with nature and its sounds, lights and smells. This is why they plan to invite audience to enjoy this music and dance performance in an outdoor space.

 

Biographies:

Nadia Funes

She was born in Argentina in 1981, and she’s now based on Brazil. Instructor of Yoga and Acroyoga, Nadia Funes has acted as an educator and performer in the
research of body awareness in the areas of Contact Improvisation, Body Music and circus techniques for more than 13 years. She began her studies with the
performing arts in 1998. She left her country in 2006 to expand her knowledge through world cultures, believing in the integration of the arts with the spiritual path. She traveled as a performer in Europe and Latin America, lived in Asia for 3 years where she perfected her spiritual studies and graduated in Thai therapies. She currently resides in Brazil teaching courses, Thai attendance and performance presentations at the AguaTai and Conexão Tailandia nucleus. It constantly seeks to give her best, sharing techniques that contribute to improving the quality of life and relationships, honoring the pillars of love, respect, acceptance and joy. She is currently one of the teachers of the AcroContacThai movement in Sao Paulo, Brazil. Minister of Thai Massage and Therapeutic Flights courses in Brazil and Argentina. She works with special care with Tok Sen and Thai Yoga therapy.

 

Raphaël Holt

He was born in 1987 in France and lives in Paris. Raphaël Holt is an improviser, flm-maker and mover. In 2011, he graduated from the French national flm school Louis Lumière, where he wrote his thesis about improvisation in cinema. That’s where he began developing his own language in fiction, directing short flms using collective improvisation and open scores. Raphaël continued to learn as an assistant on movies directed by Woody Allen, Yves Angelo, Fernando Meirelles and Michel Gondry in Paris and New-York.
From 2012 to 2014, in residency at the contemporary art studio Le Fresnoy, he merged dance and cinema through flm practice and performance. He explored movement through improvisation and contact improvisation with Karen Nelson, Tal Avni, Malcolm Manning and Vangelis Legakis.
Since 2015, Raphaël has been dancing, traveling and flming various projects bridging ritual, performance and flm in South America, Asia and Europe.

Comments are closed.