Verde Bairro | Ação “OCUPAR”

Projeto Verde Bairro | Ação “OCUPAR” de Nuno Vasconcelos

12 de Fevereiro | 15h
Igreja de S. Vicente, Montemor-o-Novo
PROGRAMA:
15h – Apresentação da Escultura “OCUPAR” – Nuno Vasconcelos (Oficinas do Convento);
O que é um hotel para insectos – Lúcia Pereira (MARCA ADL)
15h30 – Construção de mini jardins autóctones e comestíveis – para residentes no centro histórico
16h45 – Lanche partilhado
17h30 – Despedida

CARTAZ-ocupar“OCUPAR” de Nuno Vasconcelos:

Surge na sequência da Residência Artística Tijolo, promovida pela Associação Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo, 2021.
Parte da análise e recolha de movimentos de terra e RCDs (Resíduos de Construção e Demolição), a acontecer àquela data na região, com a intenção de transforma-los em materiais para construção em Terra Crua (taipa, BTCs, rebocos). Assim, procura contribuir para a discussão de um modelo de desenvolvimento circular com base na (re)organização da logística já existente em torno da gestão de resíduos de demolição e de escavações, sugerindo uma possível resposta à crescente procura de material para este tipo de construção (Terra Crua).

Deste processo e materiais, resulta a construção de uma estrutura/escultura para insectos, ocupando e reorganizando um espaço abandonado da cidade, com o objectivo de promover o encontro entre os moradores do bairro e criar novas sinergias de vizinhança.
Esta ocupação foi feita como complemento ao projecto “Verde Bairro” promovido pela Associação de desenvolvimento local – MARCA, sublinhando a importância da preservação da biodiversidade em contexto de cidade, como metáfora para a importância da diversidade humana na manutenção e construção da sua identidade e espírito de comunidade.

 

 

CARTAZ_12FEV (2)_compressed_page-0001VERDE BAIRRO

Iniciativa de Sensibilização ambiental e dinamização social do centro histórico de Montemor-o-Novo.
A rua, o bairro e as relações de vizinhança são o ponto de partida para refletir sobre a importância do espaço público e dos espaços verdes em meio urbano tanto para a saúde e bem-estar da população, como para a qualidade ambiental das cidades.
O local, onde decorrem as iniciativas deste projeto, corresponde à área a partir da qual se ergueu a cidade – a encosta norte do castelo de Montemor-o-Novo, o ex-libris da cidade, também conhecida como “arrabalde”. A ideia deste projeto é envolver a comunidade, os moradores e entidades desta zona da cidade, incluindo o comércio local, e conhecer algumas das histórias e tradições escondidas nas antigas ruas e pracetas. A intervenção direta no espaço público, o voluntariado, a partilha de saberes, a participação num ciclo de workshops criativos e a colocação de mini jardins autóctones são algumas das iniciativas propostas.

Comments are closed.