‘O Canto’ e PPCM | 5 de Novembro

OFICINAS ABERTAS

Performance / Concerto / Abertura da Oficina de Circuit Bending

5 de Novembro de 2011, Convento de S. Francisco, Montemor-o-Novo

21H30 O CANTO (Performance / Happening)

Performance/Happening de carácter experimental onde se tenta criar, através de uma manipulação sonora de objectos de diferentes matérias e diferentes sonoridades plásticas, uma história. Partindo de um exercício sobre a obra de Kafka (Josefina, a Cantora ou o Povo dos Ratos) os espectadores poderão «ouvir» momentos sonoplásticos a partir de deslocações do som, construindo uma tridimensionalidade sonora.

Concepção/Manipulação: Amândio Anastácio

Objectos Sonoros: Amândio Anastácio, Tiago Fróis e João Bastos

Sonoplastia: João Bastos

22H30 PPCM (Concerto)

Os PPCM são o filho bastardo da relação amorosa entre o pianista americano Thollem McDonas e o colectivo lisboeta dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCI). Agora, ainda em plena fase de contenção económica, os dSCI convocam mais uma vez a agência de rating Thollem McDonas para juntos distribuírem notas musicais avulsas com o alto patrocínio do FMI e do Banco Central Europeu. Do choque destes titãs da improvisação pode-se esperar um pouco de tudo: música livre sem fronteiras de géneros ou estilos e com um forte pendor libertário.

Oficinas-Abertas,-5-de-Novembro-2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>