Cuckoo Clocks / Memórias de uma Clavícula

CIDADE PRÉOCUPADA

Inauguração de exposições | galeria municipal | 21 junho (visitáveis até 22 Julho) | 21:30

cuckoo-clocks-2017
logo

imagem IIMemórias de uma clavícula (e as histórias dos vizinhos)

de Liliana Velho

A clavícula tem uma irmã gémea e sempre se deram mal. Uma é de esquerda e a outra de direita. Ambas se apaixonaram pelo esterno, que nunca quis saber delas, porque tem um harém de costelas.

A clavícula é um osso que nos desenha o peito, que faz o enquadramento da caixa torácica. Dentro desta caixa vive o coração e tudo o que cabe dentro dele. Partindo deste órgão e do poema “ O amor bate na aorta” do Drummond de Andrade, desenha-se uma exposição.

Aqui o corpo faz-se paisagem. Pernas pés, seios e braços constroem um cenário de fragmentos, onde o vazio entre eles é o que nos informa do que realmente está lá.

Este é também um trabalho de investigação sobre o desenho na escultura e experimentação de diferentes pastas cerâmicas e como estas matérias se podem unir e modelar juntas.

 

Comments are closed.